Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

UNIVERSIDADES EM SÃO PAULO TERÃO CONEXÕES DE ATÉ 40 GBPS

07/03/2013

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) festejou nesta quarta-feira, 6/3, o acordo que começa a ter efeito prático e amplia as conexões de banda larga entre universidades e unidades de pesquisa no estado de São Paulo. A ampliação é fruto de obrigações impostas à Telefônica quando da compra da participação da Portugal Telecom na Vivo.

“É mais um passo em nosso plano ambicioso de levar melhores conexões a 800 instituições. Com esse acordo de cooperação, estamos ampliando em 13 pontos muito relevantes de São Paulo”, explicou o diretor-geral da RNP, Nelson Simões, durante evento no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O acerto prevê que os campi da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) passam a contar com conexões que variam de 1Gbps (caso do IFSP) a 40Gbps (na ligação entre USP e Unicamp).

Segundo a RNP, os 13 campi contemplados estão entre os mais importantes do estado. Mas ainda restam cerca de outros 50 campi a serem conectados – tema que será objeto de futuras negociações da instituição com a própria operadora de telefonia.

A ampliação das velocidades foi garantida pela Telefônica, fruto de um dos condicionantes impostos pela Anatel, em 2010, quando o órgão regulador autorizou a compra da participação que a Portugal Telecom detinha na Vivo. Mais tarde, Telefônica e Vivo fundiram-se em uma única empresa.

De parte da RNP, as novas conexões se associam ao projeto Veredas Novas, que busca levar Internet de alta capacidade a todos os campi de universidades e institutos de ensino e pesquisa do interior do país até o final de 2014 – a ideia é que, mesmo no interior, as conexões não sejam nunca inferiores a 100 Mbps.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar