Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VALE-CULTURA DE R$50 NÃO PODERÁ SER USADO PARA COMPRAR GAMES, DIZ MINISTRA MARTA SUPLICY

01/03/2013


Em audiência pública no último dia 19 de fevereiro, a ministra da cultura Marta Suplicy afirmou que não acredita que os games possam ser vistos como uma forma de expressão cultural e, por isso, não estariam inclusos no programa nacional do Vale-Cultura.

O auxílio prevê que R$ 50 sejam dados à população para gastar com o que o projeto considerar como cultura, assim que começar a operar a partir de julho.

"Eu não acho que jogos digitais sejam cultura. O que nós temos acesso hoje não credencia o jogo como cultura. (...) Pode desenvolver raciocínio, pode deixar a criança quieta, pode trazer lazer ao adulto, mas cultura não é", disse a ministra, de acordo com o site Carta Capital.

Em outra ocasião, como declarou Marta Suplicy, o mesmo Vale-Cultura poderá ser utilizado para pagar cinema, espetáculos teatrais, TV por assinatura, circo, livros, DVDs, shows e revistas (de fofoca ou pornográficas, inclusive).

""Pode TV a cabo, revista. E aí estão dizendo, ´Mas vai comprar revista pornográfica?´, ´Vai comprar não sei o quê?´ Gente, as pessoas vão comprar o que elas quiserem. Eu não posso entrar nisso, no mercado, mas o que eu posso estimular é que tenha uma ampla gama de escolha, para as pessoas não ficarem numa coisa só", afirmou a ministra ao portal G1

De acordo com Marta Suplicy, a estimativa é que 17 milhões de pessoas sejam beneficiadas pelo projeto. Para isso, somente trabalhadores de empresas que aderirem ao Vale-Cultura receberão o auxílio. O trabalhador terá um desconto de 10% (R$ 5) do valor do vale, sendo que a empresa paga os R$45 restantes. É possível, ainda, optar por não receber o valor. 

 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar