Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVO PORTAL DE FUNDADOR DO MEGAUPLOAD RECEBE 150 NOTIFICAÇÕES POR PIRATARIA

01/02/2013

O portal de armazenamento Mega, do alemão Kim Dotcom, já recebeu 150 notificações de diversos países, entre eles Estados Unidos, por violações de direitos autorais, informou nesta quinta-feira (31) a imprensa neozelandesa.

O Mega foi lançado no dia 20 de janeiro em uma suntuosa festa organizada por Dotcom, que se encontra em liberdade condicional na Nova Zelândia à espera de um julgamento de extradição por supostos crimes de pirataria informática previsto para agosto.

Richard Robinson/Associated Press
Festa de lançamento do Mega, na mansão de Dotcom, em Auckland (Nova Zelândia)
Festa de lançamento do Mega, na mansão de Dotcom, em Auckland (Nova Zelândia)

Desde que iniciou suas operações, o portal teve que retirar diversos conteúdos após receber 150 advertências por violação de direitos de propriedade intelectual, segundo o canal neozelandês TVNZ.

O advogado de Dotcom nos EUA, Ira Rothken, disse que o portal reagiu com rapidez às notificações contra o Mega, que oferece até 50 Gbytes de armazenamento gratuito e a possibilidade que os usuários compartilhem seus arquivos através de uma chave codificada.

"O Mega não quer que seus serviços de armazenamento sejam usados para propósitos ilegais", advertiu Rothken.

O lançamento do Mega coincidiu com o primeiro aniversário da operação do FBI e da polícia neozelandesa contra Dotcom e seu portal Megaupload na mansão dele em Auckland.

Além de Dotcom, também foram detidos três de seus sócios, enquanto as autoridades fecharam o Megaupload, confiscaram seus bens, congelaram suas contas e realizaram outras detenções na Europa.

Os EUA acusam o Megaupload de ter causado mais de US$ 500 milhões em perdas à indústria do cinema e da música ao transgredir direitos autorais e obter com isso lucros de US$ 175 milhões.
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar