Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DEPOIS DO PREJUÍZO, AMD ANUNCIA ESTRATÉGIA DE RECUPERAÇÃO PARA 2013

24/01/2013

 A empresa, que reportou nesta terça-feira (22/01) queda de 32% na receita do quarto trimestre fiscal e queda de 17% no faturamento do ano, ambos comparados com o ano anterior, acredita que vai recuperar a lucratividade em 2013 com novos chips, demissões, cortes drásticos de despesas e venda de ativos, incluindo o seu campus em Austin, no Texas.

A venda do campus em Austin, segundo a AMD, deverá gerar entre 150 a 200 milhões de dólares. As demissões, segundo a diretoria da AMD, vão atingir 15% da força de trabalho. O plano de demissões já tinha sido anunciado em dezembro de 2012. A empresa também está programando corte de investimentos em pesquisa e desenvolvimento e a adoção de processos padronizados de teste e fabricação de chips que reduzam custos.

Os anúncios foram feitos durante a conferência com analistas de mercado na terça-feira, logo após a liberação do números oficiais. A empresa fechou 2012 com faturamento de 5,42 bilhões de dólares, prejuízo operacional de 1,06 bilhão de dólares e prejuízo líquido de 1,18 bilhão de dólares (GAAP).

No curto prazo, no entanto, a AMD não tem ilusões: o mar vai continuar agitado. "Esperamos muita marola na primeira metade de 2013 e vamos gerir os negócios muito de perto enquanto fazemos as mudanças, reestruturamos e modificamos a AMD", disse o CEO Rory Read durante a conferência com analistas de mercado na terça-feira. O CFO da AMD, Devinder Kumar, explicou que as vendas de microprocessadores para PCs começam a desacelerar no segundo trimestre do ano e afetaram a empresa pelo resto do período.

Kumar acredita que o lançamento dos novos microprocessadores quad-core A8 e A10, ainda este ano, deverá acelerar os negócios. Os chips, que atendem pelo codinome Richland, prometem entregar 40% mais performance que os chips "Trinity" da AMD. Segundo a empresa, os novos processadores devem aparecer no mercado na primeira metade do ano, visando o início do novo ano escolar e as vendas de final de ano que acontecem no segundo semestre.

A AMD também espera ter sucesso no mercado de tablets com o lançamento dos chips Temash e Kabini, também na primeira metade de 2013. O processador foi mostrado em um tablet rodando Windows 8 durante a feira International CES, no início de janeiro. O Temash está dirigido a tablets que custem entre 500 e 600 dólares. A presença da AMD no mercado atual de tablets é praticamente inexistente, sendo que seu processador batizado de Hondo é usado apenas em tablets da Fujitsu e Vizio.

Uma aposta da empresa é em ampliar sua presença agressiva no mercado de chips embedded e sob medida (custom), disse Read. Os chips customizados da AMD, por exemplo, são usados nos consoles de jogos Wii U, da Nintendo, e outros chips devem habitar novos consoles de games ainda este ano. A empresa espera que no quarto trimestre de 2013 a divisão de chips embedded e custom responda por 20% do faturamento e que nos próximos anos possa se aproximar de 50% do faturamento total da companhia.

Um ponto central da estratégia de chips customizados é a nova filosofia de design da AMD, que inclui licenciar a propriedade intelectual de terceiros nos chips. Essa filosofia também está refletida no plano da empresa em vender chips com design ARM para servidores em 2014.A AMD, fabricante de processadores para PCs, está saindo de um ano difícil e se prepara para tentar recuperar as finanças em 2013.
 
 
Fonte: Idgnow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar