Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

IPHONE 5 CHEGA À CHINA APÓS QUEDA DE FATIA DE MERCADO DA APPLE

14/12/2012

 

A Apple tem negociado a possibilidade de uma associação com a China Mobile há quatro anos. Um acordo com a maior operadora da China é visto como crucial para melhorar a distribuição da Apple num mercado de 290 milhões de usuários -- número que, segundo estimativas, vai dobrar neste ano.

A China é o segundo maior mercado da Apple, e aquele que registra mais rápido crescimento --o país gera cerca de 15 por cento da receita total-- mas a incapacidade da companhia em chegar a um acordo com a China Mobile significa que ela está abrindo mão de um grande número de usuários de celulares.

À medida que o bolo da China cresce, as vendas da Apple sobem, mas sem a China Mobile, ela está perdendo terreno em um ritmo mais rápido do que outras marcas.

"Em termos absolutos, esse lançamento certamente resultará em fortes vendas para a Apple na China. No entanto, em termos relativos, não acredito que vai ter grande resultado em fatia de mercado", disse o analista Shiv Putcha, do Ovum, uma consultoria global de tecnologia.

A China Mobile e a Apple inicialmente disseram estar separadas apenas por uma questão tecnológica --já que a rede 3G da operadora chinesa opera em padrão diferente da maior parte do mundo-- mas isso evoluiu para um problema mais complexo e mais amplo relacionado ao compartilhamento de receita.

"A China Mobile e a Apple ainda têm de resolver muitas disputas, como o modelo de negócios, artigos de cooperação e divisão de receitas, mas eu acredito que chegaremos a um acordo eventualmente", disse o presidente-executivo da China mobile, Li Yue, segundo a mídia chinesa.

A Apple China se recusou a comentar. A China Mobile disse não ter novidades sobre as discussões com a Apple.

A concorrência com companhias chineses derrubou a Apple no terceiro trimestre para sexto lugar no mercado chinês de smarphones, perto de virar o maior do mundo neste ano, informou a empresa de pesquisas IDC.O lançamento na China do iPhone 5 na sexta-feira deve render à Apple um refúgio após um recente deslize no que provavelmente já é o maior mercado de smartphones do mundo, mas suas esperanças no longo prazo dependem de nova tecnologia que está sendo testada pela maior operadora de serviços de telecomunicações da China.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar