Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FACEBOOK PREPARA-SE PARA ATACAR SERVIÇOS DE SMS NO MUNDO TODO

10/12/2012

 

Mas isso mudou. Após uma atualização do app para Android, os usuários podem criar uma conta no Messenger apenas com seu nome e número de telefone. Eles podem logar e enviar mensagens para seus contatos sem registrarem-se no Facebook - o mesmo sistema do popular WhatsApp.

“Você só precisa instalar o aplicativo e clicar em Iniciar para alcançar rapidamente os seus contatos, começar grupos de conversa, compartilhar fotos e muito mais”, anunciou a empresa.

Zeus Kerravala, um analista da ZK Research, disse que o Facebook está em busca de mercado de mensagens e que teria grandes chances de conseguir uma grande parcela dele.

“Para o Facebook, tudo se resume em compartilhar”, acrescentou. “Uma vez que alguém usa a plataforma para mensagens, haverá muitas oportunidade de fazer com que ele se cadastre. As pessoas podem mandar links para mensagens, atualizações de status, etc. Conseguir mais pessoas significa mais lucros para a empresa. Mais usuários é igual a mais propaganda.”

Kerravala nota que planos ilimitados para SMSs são caros, e que o Facebook teria a oportunidade de atrair pessoas que enviam SMS para o Messenger.

“Isso poderia ser prejudicial para as companhias telefônicas, que ganham toneladas de dinheiro com mensagens de texto”, disse ele.

O aplicativo está sendo lançado primeiramente para Android na Índia, Indonésia, Austrália, Venezuela e África do Sul.

O Facebook disse que “logo mais” ele estará disponível para outros países. Não houve informação específica sobre em quanto tempo isso acontecerá.

Kerravala disse que ficou surpreso pelo fato de o aplicativo não estar sendo oferecido primeiro nos Estados Unidos.

“Eles poderiam testar com uma audiência menor e mais controlável, com mais segurança, mas esse não é normalmente o estilo do Facebook”, acrescentou.O Facebook quer que os usuários de telefones celulares deixem de enviar SMS e passem a usar o seu serviço Messenger - até agora, a ferramenta era limitada aos usuários da rede social.
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar