Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CHINA QUER SE VER LIVRE DE INTEL E AMD E PREPARA NOVO PROCESSADOR

30/11/2012

 

A Loongson Technology, parcialmente financiada pela Academia Chinesa de Ciências, fornecerá informações sobre o Godson-3B1500, que tem uma velocidade de clock de 1.35 GHz e fornece 172.8 gigaflops de desempenho enquanto produz 40 watts de potência.

Os detalhes da CPU serão compartilhados em 2013, durante a Conferência Internacional de Circuitos de Estado Sólido (International Solid-State Circuits Conference, ou apenas ISSCC) que acontece durante o mês de fevereiro, em São Francisco.

O processador Godson é resultado da decisão de décadas atrás da China de desenvolver um processador para PCs, servidores e supercomputadores.

A pesquisa realizada para o desenvolvimento do chip começou em 2001 e o  Godson-1 de 32-bit foi a primeira CPU na iniciativa daquele ano. Os chips baseados nos modelos de CPU Godson de 64-bit têm sido usados ​​desde 2008 em dispositivos portáteis de baixo consumo de energia, como o netbook Lemote e também o supercomputador Shenwei - lançado no ano passado.

O Godson-3B1500 é produzido usando o processo de 32 nanômetros e tem 1,14 bilhão de transistores. O design do novo chip tem cerca de duas vezes o número de transistores e é mais eficiente que a versão anterior, o Godson-3B.

O modelo do novo Godson-3B é cerca de 35% mais eficiente que os velhos Godson 3B projetados com processo de 65 nanômetros, de acordo com previsões da ISSCC.

Os processos avançados de fabricação permitem que as fabricantes agreguem mais recursos nos chips. Isso ajuda a torná-los mais rápidos, eficientes e baratos de produzir.

Os núcleos do Godson diferem em design das CPUs ARM - utilizadas na maior parte dos dispositivos móveis, e das CPUs x86 da Intel e AMD, utilizadas na maioria dos computadores pessoais.

O Godson é baseado um conjunto de instruções MIPS64. Ao contrário de outras CPUs, os chips Godson não suportam o sistema operacional Windows e rodam em variantes do sistema operacional Linux. O Android 4.1 já foi portado para arquitetura MIPS.

A CPU Godson-3B1500 de 40 watts provavelmente será usada em laptops, desktops, ou em servidores, afirmou o analista principal da Mercury Research, Dean McCarron.

Os esforços da China em produzir chips giram em torno de ter uma infraestrutura interna de hardware e software para que o país não mais dependa de fontes externas, disse McCarron.


A China está pronta para lançar seu último processador 8-core, o Godson, no começo do ano que vem, para mostrar sua capacidade de fabricação de chips em comparação com a Intel, AMD e ARM.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar