Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MAIS DE 1 MILHÃO TRATARAM CÂNCER DE MAMA SEM NECESSIDADE NOS EUA

23/11/2012

 

Os resultados da pesquisa, publicados na edição desta quinta-feira do New England Journal of Medicine (NEJM), semeiam novas dúvidas sobre a eficácia da mamografia, exame recomendado, mas também fonte de controvérsia. O objetivo da mamografia é detectar os tumores antes que se espalhem e sejam mais difíceis de tratar.

"Concluímos que as mamografias detectaram tumores que jamais se desenvolveram até produzir sintomas clínicos em 1,3 milhão de mulhares nos últimos 30 anos", explicaram os autores do estudo, Gilbert Welch, da Faculdade de Medicina de Dartmouth (New Hampshire, nordeste dos Estados Unidos) e Archie Bleyer, da Universidade de Ciências do Oregon (noroeste).

Os tratamentos contra o câncer de mama costumam envolver intervenções complexas - como cirurgias, tratamentos radiológicos, terapias hormonais e quimioterapias -, que são preferíveis evitar nos casos em que não forem indispensáveis, destacou o estudo.

Os cientistas analisaram dados epidemiológicos para determinar a frequência dos tumores de mama descobertos precocemente e os casos de câncer diagnosticados em estado avançado em mulheres a partir dos 40 anos, entre 1976 e 2008.

Depois que o uso da mamografia nos Estados Unidos se sistematizou, o número de casos de câncer de mama detectados na fase inicial dobrou, mas a taxa de mulheres diagnosticadas com câncer avançado diminuiu apenas 8%.

Segundo os cientistas, as mamografias não têm conseguido detectar de forma eficaz os cânceres avançados, mas paralelamente conduziram a um diagnóstico excessivo desta doença na fase inicial, correspondente a 31% em 2008, percentual equivalente a 70 mil mulheres.

O estudo concluiu que a forte queda da mortalidade por câncer de mama se explica principalmente pela melhora dos tratamentos e não pela detecção precoce dos tumores através de mamografias.

Esta pesquisa se soma a outros trabalhos publicados em anos anteriores que questionam a utilidade das mamografias de controle.Mais de um milhão de mulheres americanas fizeram tratamentos desnecessários e invasivos contra o câncer de mama nos últimos 30 anos, devido às mamografias de rotina que detectaram tumores inofensivos, segundo um estudo publicado esta quinta-feira.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar