Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

STARTUP BRASILEIRA LANÇA FERRAMENTA PARA VIDEOCHAMADAS EM GRUPO NO FACEBOOK

30/10/2012

A startup brasileira VTX anunciou nesta segunda (29) o lançamento de uma ferramenta que permite videochamadas em grupos dentro do Facebook - sistema semelhante ao Hangouts, do Google+. 

O aplicativo, chamado My Eyes Talk, não exige instalação - apenas permissão de uso. Ele roda em Flash em browsers destkop, em Java no iPhone e HTML na plataforma Android. Em maio, a empresa lançou o My Eyes, que permite transmissão ao vivo dentro da rede social.

O funcionamento é bem simples - basta aceitar o aplicativo (que exige acesso a suas informações básicas, com nome, idade etc). Na tela seguinte, surge um quadro negro com a imagem da câmera do usuário e dois botões: Convidar e Desligar.

myeyestalk

Tela do aplicativo, que suporta até 16 pessoas ao mesmo tempo

É possível convidar qualquer pessoa que esteja online no Bate Papo do Facebook. Ela precisa apenas aceitar o convite.

Com as pessoas na conversa, é possível cortar o áudio dos participantes e remanejar a posição deles na tela.

De acordo com Eduardo Monteiro, um dos sócios da VTX, a plataforma aceita até 16 usuários  simultâneos. "É a primeira ferramenta que permite isso dentro do Facebook, e com chat incorporado", disse.

O MyEyes Talk também funciona em iOS, Android e Smart TVs Samsung.

Ele diz que o codec (código que comprime o vídeo) - um dos "segredos" do aplicativo - foi desenvolvido pela empresa brasileira em seu escritório em Palo Alto, no Vale do Silício. "A patente é nossa", conta.

Ainda em primeira versão, o aplicativo tem alguns problemas. Há um certo delay de áudio (às vezes, superior a 5 segundos) e a qualidade do vídeo ainda é sofrível - não é possível ajustá-la. Além disso, não dá para ter conversas privadas no chat de texto, nem o envio de arquivos. "Estamos trabalhando nisso", diz o executivo.

Para resolver a questão do atraso no áudio, ele promete a instalação de um servidor dedicado no Brasil, usando os serviços de nuvem da Amazon (AWS). Atualmente, a infraestrutura está toda nos EUA, nos equipamentos do Facebook.

Monteiro ainda não sabe como a VTX dará lucro. Em maio, a empresa recebeu aporte de 10 milhões de reais do fundo de investimento, o que deu bom fôlego. "Talvez vendamos patrocínio, o codec ou o próprio software", diz.
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar