Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MULHERES UTILIZAM MAIS EMOTICONS EM SMS, HOMENS, MAIS SORRISOS

22/10/2012

Apesar de eu não ser violentamente contra o uso de emoticons nas mensagens de texto, não me sinto atraído a usá-los. Aparentemente, entre os homens, não estou sozinho em minhas opiniões.

Pesquisadores da Rice University descobriram que as mulheres são duas vezes mais propensas a usar emoticons, aqueles rostos sorridentes utilizados para pontuar SMSs e alguns e-mails na tentativa de ajudar a transmitir emoções. O estudo, financiado pela National Science Foundation e projetado para obter uma melhor compreensão sobre como os seres humanos se comunicam por meio da tecnologia, foi baseado em 124 mil mensagens de texto de homens e mulheres usuários do iPhone por mais de seis meses - os participantes não sabiam sobre o que era a pesquisa.

A universidade verificou que 100% dos participantes do estudo utilizaram emoticons em suas mensagens, embora em apenas 4% do total de mensagens.

“Enviar mensagens de texto não parece exigir tanto contexto socioemocional como outros meios de comunicação não-verbais", disse Philip Kortum, professor assistente de psicologia na Rice e um dos autores da pesquisa, em comunicado. “Pode ser devido à simplicidade e comunicação mais breve, que remove algumas das pressões que são inerentes a outros tipos de comunicação virtual, como e-mail ou blogs”. 

O estudo, conduzido por Rice e pesquisadores da Georgia Tech, confirmou pesquisas anteriores de que mulheres utilizam emoticons mais frequentemente do que os homens, mas descobriu que os homens usam uma variedade mais ampla de emoticons. Entre todos os participantes, “feliz”, “triste” e ‘”muito feliz” foram os mais populares entre 74 emoticons diferentes usados.

Os coautores da pesquisa foram Chad Tossell, Clayton Shepard, Ahmad Rahmati e Lin Zhong, todos da Universidade Rice, e Laura Barg-Walkow, do Georgia Institute of Technology.
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar