Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

AMD A10-5800K

16/10/2012

Em agosto de 2011, a AMD inovou ao apresentar ao mercado, o primeiro processador do mercado a trazer consigo uma GPU totalmente integrada ao seu die – conceito conhecido como APU, ou unidade de processamento acelerado. Tratava-se do Fusion Vision A8-3850.

Apesar do conceito inovador, a APU ainda era baseada nos núcleos de processamento central “Stars” (geração K10.5), ou seja, dos tempos dos bons e velhos Athlons II e Phenoms II. Isso foi o fator principal para que a linha Fusion tivesse um desempenho “limitado” em tarefas gerais, sobretudo se comparado com os concorrentes da Intel. Em compensação, a GPU baseada na linha Radeon série 6000 era o grande destaque da então linha Fusion.

Passado pouco mais de um ano, eis que a AMD aprimorou suas unidades de processamento acelerado, ao disponibilizar núcleos de processamento x86 baseados no Piledriver, versão aprimorada da arquitetura presente na linha Bulldozer. Com isso, a companhia promete uma melhora no desempenho geral da APU, sem haver a necessidade de gasto de energia extra por isso.

Além disso, a companhia adicionou importantes instruções à sua nova geração de unidades de processamento acelerado, como é o caso do AVX, AVX 1.1, FMA3, F16C e AES, além da melhoria no sistema de overclock automático, chamado pela AMD de Turbo Core 3.0.

Contudo, a grande “estrela” da linha Trinity, é sem dúvida, a sua GPU incorporada. Mais moderna, baseada na arquitetura VLIW4 (mesma presente na linha Radeon 6900), as novas APUs da AMD prometem um desempenho gráfico sem concorrentes em sua categoria.

A Adrenaline recebeu para análise o A10-5800K, modelo top com TDP em 100W, 4 núcleos trabalhando em 3.8Ghz (chegando a 4.2Ghz via TurboCore), com 4MB de memória cache L2, GPU Radeon HD 7660D (384 Stream Processors) @ 800Mhz, suporte a memória DDR3 1866Mhz, e mais importante: multiplicadores destravados, facilitando assim o overclock por parte do usuário.

Nas próximas seções, nossos leitores irão conferir maiores detalhes da APU, como arquitetura, chipset e tecnologias, além, é claro, dos aguardados testes de desempenho.

Prós
  • A GPU integrada Radeon HD 7660D é um arraso!;
  • APU destravada de fábrica;
  • O TurboCore está muito mais "esperto" e eficiente;
  • Ótimas tecnologias embarcadas, como Eyefinity, Memory Profile e RAMDisk;
  • Suporte às novas instruções, tais como, AVX, AVX 1.1, FMA3, F16C, AES;
  • Suporte à DDR3 1866Mhz;
  • Melhor gerenciamento de redução de energia.

Contras
  • O desempenho em tarefas gerais é o grande "Calcanhas de Aquiles" da APU;
  • Litografia em 32nm "trava" uma maior evolução do Trinity;
  • Necessidade de uma placa mãe socket FM2.
 
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar