Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ATÉ FEVEREIRO, MICROSOFT QUER TER 100 MIL APLICATIVOS NA WINDOWS STORE

10/10/2012

A Microsoft definiu algumas metas ambiciosas para o Windows 8 – 400 milhões de dispositivos nas mãos dos clientes até julho do ano que vem e mais de 100 mil aplicativos na Windows Store até o final de janeiro, segundo um alto executivo de vendas da empresa.

Isso tudo de acordo com uma entrevista concedida ao Beet TV por Keith Lorizio, vice- presidente de vendas e marketing da companhia nos EUA, que chama de “garantido” o sucesso do Windows 8.

Ele cita os 400 milhões de dispositivos do Windows 8 vindos de um potencial de 1 bilhão de dispositivos no mercado como “distribuição maciça do novo sistema operacional”. Estes aparelhos incluem tanto as vendas de novas máquinas como de atualizações do Windows 7.

A empresa espera atrair clientes com a aparência unificada do Windows 8 com suas plataformas Xbox e Windows Phone 8, que contam com sensibilidade ao toque e blocos dinâmicos (tiles) como sua principal forma de navegação, diz ele.

Ter fartura de aplicativos do Windows 8 é essencial para o sucesso, diz ele. "A expectativa é perseguir agressivamente 100 mil aplicativos ou mais nos primeiros três meses." Isso seria um salto significativo em relação ao estoque atual, estimado em cerca de 3.000 apps.

Estes aplicativos são, aparentemente, vitais para o sucesso financeiro do sistema operacional. Tudo isso porque serão repletos de anúncios pagos que Lorizio alega que não serão mera distração.

"Todos os anúncios serão integrados e nada perturbadores para a experiência do usuário/consumidor, mas sim belos, relevantes e úteis", diz ele. A MS irá dividir a receita de publicidade com os desenvolvedores dos aplicativos. "É fundamental obter massa crítica de aplicativos para que os usuários integrem na mais alta experiência orientada para o consumidor."

É um empreendimento caro para a Microsoft  gerar o volume necessário de apps. "Estamos colocando milhões de dólares nesse esforço e trabalhando com desenvolvedores, a fim de dar vida a seus aplicativos o mais rápido possível", diz ele.

A empresa está executando seminários aos desenvolvedores para aconselhar sobre a forma de produzir apps atraentes para Windows 8  que estejam de acordo com o olhar, sentimento e navegação comuns que a MS promete em todos os aplicativos. Também está vetando todos eles antes de serem colocados à venda na Windows Store.

"Para atingir nosso objetivo, que é uma estimativa conservadora de 400 milhões de unidades no mercado em primeiro de julho", diz Lorizio, "nós sabemos que temos que ter um ecossistema muito, muito saudável de aplicativos."
 
 
 
Fonte: PCWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar