Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DIRETOR-GERAL DO GOOGLE DIZ QUE ORDEM DE PRISÃO FOI EMITIDA ANTES DE RECURSO

28/09/2012

O Google finalmente se manifestou sobre a polêmica envolvendo a retirada de vídeos do You Tube, que acabou resultando na detenção, na tarde de ontem (26), do diretor-geral da empresa no Brasil, Fabio Coelho.

Em post no blog oficial da empresa, ele diz lamentar não ter "tido a oportunidade de debater plenamente na Justiça Eleitoral nossos argumentos de que tais vídeos eram manifestações legítimas da liberdade de expressão e deveriam continuar disponíveis no Brasil".

"Durante o período eleitoral, é normal recebermos diversas ordens judiciais para remoção de vídeos que criticam candidatos concorrendo a cargos eletivos. Como sempre, revisamos todas essas ordens judiciais – e recorremos daquelas que acreditamos incorretas", explica o diretor da empresa no Brasil.

De acordo com o executivo, a ordem de prisão contra ele foi emitida antes da apreciação do recurso para a permanência do material no YouTube. "Na noite de quarta (26), soubemos que nosso último recurso contra a ordem não foi conhecido, de forma que, agora, não temos outra escolha senão bloquear o vídeo no Brasil", afirma.

Coelho prossegue: "Se um vídeo é ilegal em um país específico – e temos uma versão local do serviço nele, como é o caso do YouTube no Brasil – nós restringimos acesso ao vídeo depois de receber uma ordem judicial". O executivo defende o comportamento da empresa no caso: "Como o Google é profundamente comprometido com a luta pela liberdade de expressão, constantemente contestamos ordens que acreditamos não estarem corretas".

Ele diz que a ação da Justiça Eleitoral acaba atentando contra a liberdade de expressão. "Ironicamente, o usuário que publicou um dos vídeos acabou por removê-lo e fechou sua conta no YouTube", diz.

"Apesar de tudo, nós continuaremos nossa campanha global pela liberdade de expressão - não apenas porque essa é uma premissa das sociedades livres, mas também porque mais informação geralmente significa mais escolhas, mais poder, melhores oportunidades econômicas e mais liberdade para as pessoas", afirma o executivo.
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar