Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CEO DO GOOGLE AFIRMA QUE CARROS AUTÔNOMOS SERÃO REALIDADE EM 5 ANOS

28/09/2012

O Google é conhecido por ter metas ambiciosas e aparentemente não está fazendo exceção para os carros que se dirigem sozinhos. Tais "veículos autônomos" serão uma realidade "para pessoas comuns" em menos de cinco anos, disse o CEO da empresa, Sergey Brin. 

Ele também acha que os carros autônomos serão "muito mais seguros" do que aqueles conduzidos por seres humanos e imaginou um mundo no qual vagas de estacionamento do escritório se tornariam uma coisa do passado, com carros deixando seus donos no local desejado e estacionando em algum outro lugar.

Brin falou em uma conferência para a imprensa na sede do Google, no Vale do Silício, onde o governador da Califórnia, Jerry Brown, assinou um projeto de lei estadual voltada à aceleração de testes e desenvolvimento de veículos autônomos. Assista à reportagem em vídeo do IDG sobre a notícia:

A SB 1298, de autoria do senador do Estado da Califórnia, Alex Padilla, cria um quadro legal e normas de segurança para testes e operação de veículos autônomos. O projeto exige, entre outras coisas, que um motorista esteja presente para tomar o controle do veículo quando necessário e também diz que veículos autônomos só poderão ser utilizados para testes depois que o estado conceda várias aprovações de segurança. A medida segue uma legislação similar aprovada em Nevada.

"Estamos pisando no acelerador quando se trata do carro do Google", disse Padilla no evento. Brin foi questionado sobre quanto tempo ele acha que vai demorar antes que carros autônomos sejam uma realidade para pessoas comuns. O executivo respondeu que engenheiros da gigante já estão testando os carros e que a empresa espera deixar mais funcionários testá-los dentro de um ano. "E eu espero que as pessoas no geral possam utilizar esta tecnologia alguns anos depois disso", disse."Eu espero que carros autônomos sejam muito mais seguros do que os tradicionais, dirigidos por humanos", disse ele.

Ainda assim, veículos autônomos terão de enfrentar uma bateria de exames minuciosos antes de serem autorizados na estrada, e ainda há muito trabalho a ser feito, acrescentou. Carros do Google têm rodado cerca de 480 mil quilômetros de testes em estradas, mas não sem incidentes, disse Brin. O máximo que os carros têm alcançado sem " intervenção crítica de segurança " - ou a necessidade de um motorista tomar o controle - é cerca de 80 mil km, disse ele. "Isso não está bom o suficiente, e vamos continuar trabalhando para ir além disso", acrescentou.

"A segurança é um grande desafio para nós. Isso é uma das coisas mais difíceis que assumimos do ponto de vista tecnológico, porque nunca há garantias o suficiente em termos de fazer as coisas corretamente", disse Brin. "O que acontece quando um computador quebra, ou quando o pneu fura ou algo inesperado acontece? Passamos dia e noite nos preocupando com todos os tipos de possibilidades raras, e eu estou otimista de que vamos ser capazes de resolver [estes problemas]", disse ele.

Brin acredita que os benefícios irão superar outras preocupações. Carros autônomos economizarão mais combustível, levarão a menos acidentes e abrirão as portas para pessoas cegas e outros que não estão ‘sendo servidos pelo sistema de transporte atual’", disse ele. "Algumas pessoas têm deficiência, outros são muito jovens, alguns muito velhos, e, às vezes nós apenas estamos muito bêbados", disse Brin. 

Mas, ao final da conferência, ele voltou a falar sobre a quantidade de trabalho a ser feito. "É lidar com qualquer eventualidade possível", disse ele, "e nós estamos lidando com uma longa lista delas”. Mas os seres humanos já superaram desafios assim antes, disse ele. "Por exemplo, ao voar de avião”.

 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar