Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INTEL CONSIDERA ADICIONAR SUPORTE A LTE AOS PROCESSADORES MEDFIELD

27/09/2012

A Intel está trabalhando para que seu "sistema em um chip" (SoC) Medfield suporte as frequências LTE, o que pode finalmente abrir a porta do mercado norte-americano para smartphones equipados com seus processadores.

Sumeet Syal, diretor de marketing de produto da companhia, disse ao TechCrunch que, embora chips Medfield atuais não suportem 4G LTE, alguns produtos LTE estão programados para serem apresentados ao mercado no final deste ano, e mais aparelhos chegarão em 2013. Syal não comentou especificamente sobre a disponibilidade de telefones com processadores Intel nos EUA.

Atualmente, quase todos os smartphones são baseados em processadores ARM, como o Tegra, da Nvidia, e o Snapdragon, da Qualcomm. A Intel usa uma arquitetura diferente, chamada x86, mesma nas quais são baseados quase todos os notebooks e desktops no mercado. A fabricante de chips vem tentando entrar no mercado de telefones e tablets por anos, mas só avançou recentemente, com sua plataforma Medfield.

Fora dos Estados Unidos, chips da Intel integram seis modelos de smartphones, incluindo o Motorola Razr I, que chega ao Brasil no início de Outubro. Mas, com a maioria das principais operadoras de telefonia dos EUA colocando em seus estoques apenas smartphones LTE, não há nenhuma chance de a empresa entrar no mercado se seus chips não tiverem suporte a esta tecnologia.

Além do suporte a LTE, a Intel disse ao TechCrunch que também está trabalhando em uma versão dual-core do Medfield. Telefones quad-core baseados na arquitetura ARM estão chegando ao mercado, o que deixa a empresa em desvantagem. Segundo o executivo da Intel, hoje os processadores dual-core são desperdiçados em celulares Android, devido a uma "implementação ruim" da tecnologia de multiprocessamento.

No momento, entretanto, não há grandes razões para querer um celular com processador Intel em vez de um baseado em ARM. Recentes benchmarks (testes de desempenhos) feitos pela Anandtech em um aparelho com processador Intel, o Lava Xolo X900, encontraram desempenho decente e boa autonomia da bateria, mas nada de extraordinário em relação à concorrência. Ainda assim, isso pode mudar ao longo do tempo com a Intel encolhendo seus chips e melhorando ainda mais o desempenho e a eficiência.

 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar