Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ACER AFIRMA QUE NETBOOKS AINDA NÃO MORRERAM

18/09/2012

A Acer está convencida de que os netbooks (lembra deles?) podem sobreviver na era dos tablets, mas é uma das únicas fabricantes de computadores que ainda sustenta essa idéia. Falando ao Wall Street Journal, o presidente e CEO da fabricante taiwanesa, JT Wang, afirmou que sua empresa vai continuar a produzir netbooks. "Eles não estão mortos", disse. "Como eles poderiam estar?"

Os dados de vendas mostram que, mesmo que os netbooks estejam perto de encontrar seu fim, eles ainda lutarão. Segundo a IDC, as vendas nos EUA desses equipamentos têm diminuído de 2,3 milhões de unidades no 1 º trimestre de 2010 para cerca de 800 mil em 2011. No entanto, os netbooks tiveram um pouco de crescimento na América Latina, Europa Central, Oriente Médio e África, durante esse tempo - mas no restante do mundo, as vendas só têm despencado.

Outros fabricantes de computadores já abandonaram o navio. A Toshiba disse que encerrou as vendas de netbooks nos Estados Unidos. A Dell desistiu dos equipamentos por completo. A Lenovo parou de vender os de 10 polegadas em seu site, embora continue a usar o nome netbook para um outro dispositivo um pouco maior e mais caro.

A condenação mais contundente vem da Asus, pioneira no segmento de netbooks com sua linha Eee PC de cinco anos atrás, mas que decidiu parar de fabricá-los. Em uma recente reunião com investidores o CEO da fabricante taiwanesa, Jerry Shen, disse "pode-se dizer que o netbook concluiu a sua missão de vida de 2007 a 2012", de acordo com o Wall Street Journal.

Esta é provavelmente uma daquelas situações em que um produto de tecnologia "morre" sem, literalmente, desaparecer da Terra. Ainda há espaço, principalmente em mercados emergentes, para laptops com baixo desempenho e telas pequenas, que custam menos de 300 dólares, mesmo que o mercado global esteja desaparecendo. 

Alguém tem que ficar por aqui para vender os netbooks, mesmo com outras companhias vendendo tablets e híbridos, que poderiam muito bem ser da Acer. Mas, se os mercados emergentes são o único lugar onde os netbooks podem sobreviver, você talvez possa considerá-los mortos em todos os outros lugares.

 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar