Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PROCESSADOR ´CLOVER TRAIL´, SUCESSOR DO ATOM NÃO RODARÁ LINUX

18/09/2012

O próximo lançamento da Intel, uma versão do processador Atom que recebeu o codinome de "Clover Trail", não rodará o Linux. A empresa teria confirmado essa informação na quinta (13). Em vez disso, em um discurso durante o Intel Developer Forum, em San Francisco, a empresa disse que o Clover Trail será um "chip para o Windows 8", de acordo com uma reportagem do jornal The Inquirer.

Aparentemente a Intel não ofereceu nenhuma explicação real para a sua decisão de não oferecer suporte ao Linux, mas a notícia já está causando preocupação entre os usuários do sistema operacional gratuito e open-source.

Apostando no Windows 8

O Clover Trail é uma nova versão do processador de baixo consumo Atom, destinado especificamente para uso em tablets. O Oak Trail é a versão atualmente no mercado, usada em tablets de empresas como a HP e a Dell. Em junho, a Intel declarou que 20 tablets Windows usando o novo chip já estavam programados para chegar ao mercado, incluindo o Asus Tablet 810, demonstrado na feira Computex esse mês.

Sinais de que a Intel teria um foco exclusivo no Windows só começaram a aparecer no final de julho, quando foi noticiado que a empresa não tinha planos para a incluir o Android nos tablets com Clover Trail. Agora, com este último passo, aparentemente a fabricante descartou o Linux por completo.

Problemas de gerenciamento de energia

Levando em conta que a categoria dos tablets é dominada pelo Android, que é baseado em Linux, e pelo iOS, baseado em Unix, a mudança da Intel certamente sugere uma decisão deliberada de colocar todas as fichas no próximo sistema operacional da Microsoft.

Por outro lado, a fabricante reportou nos mínimos detalhes as novas tecnologias de gerenciamento de energia do chip, por isso - como o Inquirer sugere - é possível que o kernel do Linux simplesmente ainda não esteja em conformidade com esses requisitos. Na verdade, dificilmente poderia se esperar isso, uma vez que o chip é super novo.

Será que isso continuará a acontecer nas próximas versões do kernel do Linux? Parece altamente improvável.

Então, isso pode ser apenas um estado temporário. É claro que se a Intel irá decidir dar o seu "suporte oficial" para Linux - ou se vai continuar com o Clover Trail como "um chip Windows 8" - ai é outra história.

 
 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar