Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POLÍCIA AMERICANA INVADE APARTAMENTO E PRENDE PORTA-VOZ DO ANONYMOUS

14/09/2012

A polícia de Dallas (EUA) prendeu Barrett Brown, um auto-intitulado porta-voz do coletivo hacker Anonymous.

Barrett estava em um chat online quando policiais invadiram seu apartamento e o prenderam. Apesar de uma mulher que estava com ele no momento da prisão fechar a câmera por alguns segundos, o áudio continuou a capturar a ação (veja abaixo)

Uma porta-voz da polícia confirmou a prisão e disse que Brown foi levado para a cadeia do condado e então transferido para uma instalação do FBI. No Twitter, o Anonymous afirmou que Barrett está sob custódia do FBI desde a manhã desta quinta (13).

Ainda não há razão oficial para a prisão. Mas ela deve estar relacionada a um vídeo do YouTube que Barrett divulgou, em que ele parece ameaçar um agente do FBI chamado Robert Smith.

No vídeo de 13 minutos, o hacker acusa Smith acusa de por sua mãe sob suspeita de obstrução da justiça devido a um notebook que Barrett tinha tentado esconder das autoridades. O vídeo é intitulado: "Por que eu vou destruir o agente do FBI Robert Smith Parte Três: Vingança dos Lithe".

Em um ponto no vídeo, Barrett ameaça a vida do agente Smith. "Quando digo que a vida dele acabou, não estou dizendo que vou matá-lo, mas arruinar sua vida", diz Brown no vídeo.

Em entrevista à Computerworld (em inglês) ano passado, Brown descreveu a si mesmo como colaborador da revista Vanity Fair, The Huffington Post e outras publicações. Ele tornou-se porta-voz do Anonymous, muitas vezes escrevendo comunicados de imprensa e oferecendo entrevistas em nome do grupo. 

Suas ações não foram sempre bem-vindas por outros membros do coletivo, que estavam preocupados por ele atrair muita atenção para o grupo.

A prisão já provocou um movimento de retaliação do grupo, que divulgou nomes, endereços, números de telefone e números de cartão de crédito pertencentes a 13 funcionários do governo, de acordo com o coletivo.

Em uma mensagem no Pastebin, um membro do grupo deu a entender que seriam liberados mais registros, incitando os leitores a usar os números de cartão de crédito para "gastar muito" e "enviar flores para Barrett."
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar