Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COMO ESCOLHER UM PROCESSADOR AMD DA LINHA FX

03/09/2012

Então você precisa de um novo processador e se decidiu por um AMD, por causa da relação custo-benefício que ele oferece. Mesmo assim, a linha FX sozinha oferece uma grande variedade de opções, e pode ser confuso fazer a escolha sem grande domínio sobre o assunto. Este artigo existe para ajudá-lo a encontrar o modelo que melhor se ajuste às suas necessidades, discutindo coisas técnicas como frequência de operação (também conhecida como velocidade de clock), número de núcleos e memória cache, e como eles se encaixam nos aspectos práticos do cotidiano.


Linha FX
A linha conta com 8 modelos diferentes atualmente (com pelo menos mais 10 previstos para este ano), que podem ser divididos entre aqueles com 4, 6 e 8 núcleos (cores). Os FX foram os primeiros processadores domésticos a oferecer oito núcleos para o usuário, chegando a até dois bilhões de transistores.


A nomenclatura de cada um, aliás, remete exatamente a esse número de núcleos, já que o primeiro dígito remete a isso. Assim, um FX-8100 tem oito núcleos e um FX-4100 tem quatro, por exemplo. Os três dígitos seguintes crescem quando maior a frequência de operação. Ou seja, um FX-6200 apresenta frequência maior que um FX-6100.

Todos são membros da família de processadores Bulldozer (com excessão de quatro ainda não lançados, baseados nos Piledriver), a arquitetura mais recente da AMD, exigindo placas-mãe com soquetes AM3+ contam com uma estrutura baseada em pares de núcleos. Os 4000 contam com duas duplas, os 6000 com três e os 8000 com quatro. A quantidade de memória cache em segundo nível (L2) acompanha o número de cores com 2 MB por dupla, com todos os modelos apresentando o mesmo L3, 8 MB.
 
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar