Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HOMEM FURTA CELULAR DE CONTAMINADO COM EBOLA E ACABA CONTRAINDO A DOENÇA

28/08/2012

Foto de 28 de julho mostra equipe da  OMS (Organização Mundial da Saúde) vestindo roupa de proteção para entrar em hospital de Uganda; país africano vive surto da doença, que causa febre hemorrágica
 
 
 

Autoridades de Uganda registraram um caso neste domingo (26) de um homem de 40 anos que furtou um celular de um infectado com o vírus ebola. Por ter entrado em uma área restrita para contaminados com a doença, o ladrão acabou contraindo a doença. O ladrão viajou cerca de três quilômetros até o hospital para furtar um celular que tem valor estimado em 60 mil xelins (aproximadamente R$ 50) há duas semanas.

O homem informou que violou a área de isolamento na noite de 14 de agosto e entrou no local de modo que os guardas não notassem sua presença. Após o furto, um paciente, que estava com febre hemorrágica, relatou aos médicos a ausência do aparelho, o que fez com que a área de segurança do local procurasse o ladrão.

A polícia começou a investigar o caso a partir de ligações que o ladrão fez com o telefone furtado.  Porém, antes de encontrá-lo, o ladrão passou a apresentar sintomas e foi até um hospital para se tratar. Quando foi internado, ele acabou  confessando o roubo e que esteve em contato com pessoas contaminadas com o ebola.

Em um depoimento confuso à polícia, o ladrão disse que tinha violado a área de proteção para confortar as vítimas da doença, embora não conhecesse nenhuma das pessoas que estavam internadas.  ?O suspeito está no Hospital Kagadi com sinais clínicos de ebola. Ele está recebendo medicamento?, informou Dan Kyamanywa, diretor do hospital.

No início de agosto, a OMS (Organização Mundial da Saúde) emitiu um alerta de que Uganda estava passando por um surto de ebola na região oeste do país. O vírus ebola, em seu estágio inicial, causa geralmente febre alta, dores de cabeça, falta de apetite e conjuntivite até desenvolver febre hemorrágica.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar