Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COMO O CASO APPLE VS SAMSUNG PODE AFETAR O MERCADO DE SMARTPHONES

28/08/2012

A decisão da Justiça americana em relação à disputa jurídica entre a Appel e a Samsung  pode não ser a última palavra no assunto, já que a Samsung pode recorrer da decisão. Mas, mesmo que os impactos imediatos não sejam dramáticos, as consequências a longo prazo podem ser.

A grande maioria dos processos de patentes é decidida por acordo antes de chegarem ao tribunal, especialmente entre concorrentes. Mas neste caso havia muito em jogo, e as empresas divergiam na interpretação de questões legais complexas.

Por um lado, o júri não considerou simplesmente que a Samsung infringiu patentes da Apple. Ele declarou que as patentes da Apple são válidas. Isto, por sua vez, deve colocar a Samsung e outros fabricantes de smartphones em linha: afastem-se claramente de qualquer coisa parecida com um design Apple.

No mínimo, a Samsung e outros fabricantes vão ter que pensar duas vezes sobre coisas como ícones e outros elementos de design, disse o analista Tim Bajarin. A Google deve estar muito preocupada com isso.

O analista Michael Gartenberg, da Garnter, adoptou um tom semelhante em um tweet pós-veredito: as implicações maiores serão para outros fornecedores que terão de observar atentamente os seus designs, escreveu.

Isso pode vir a ser algo bom: os fornecedores serão forçados a inovar, mesmo que apenas para evitar uma ação judicial da Apple.

Felizmente, os consumidores ganham a longo prazo, disse Bajarin, porque as Samsungs e HTCs do mundo terão que se tornar mais criativas.

As patentes da Apple a serem defendidas vão forçar a indústria para a inovação e a diferenciação, concorda Gartenberg. Isso não é mau.

iphone4s390b

Implicações para a Samsung

Além de estar bem aquém do pedido pela Apple, o valor de pouco mais de 1 bilhão de dólares que a Samsung será obrigada à pagar para a rival não chega a ser pesado demais para a sul-coreana, que teve lucro de 4,5 bilhões  de dólares no trimestre mais recente, até Junho, 63% do qual gerado por seus negócios no mercado móvel. A decisão do júri equivale a cerca de metade do lucro de um dos trimestres da empresa. (É claro que o valor financeiro pode acabar por ser maior para a Samsung, já que a juíza tem a opção de triplicar os danos atribuídos à Apple.)

O problema maior é que a Samsung enfrentará uma dispendiosa proibição à venda de seus principais celulares inteligentes e tablets. As ações da empresa - consideradas uma das maiores da área de tecnologia no mundo por receita-- caíram em mais de sete por cento nesta segunda-feira, no maior recuo percentual em quatro anos, o que reduziu em 12 bilhões de dólares a capitalização de mercado da empresa.

A Apple já anunciou que pretende banir preliminarmente a venda nos Estados Unidos de oito produtos móveis da Samsung, de acordo com um arquivamento feito pela Apple na Justiça nesta segunda-feira. O pedido por uma liminar preliminar afeta telefones da Samsung Electronics incluindo o Galaxy S, 4G e o Droid Charge. Dos produtos que o júri considerou terem violado as patentes da Apple, apenas o Nexus S 4G e o Galaxy S II continuam sendo vendidos. no mercado americano.

Outros dispositivos na atual linha de produtos da Samsung poderão escapar da briga, graças a mudanças de design que a Samsung fez após o Galaxy S II. Estas mudanças foram na sua maioria defensivas, feitas para proteger a Samsung contra processos como este, que a Apple apresentou em Abril de 2011. Muitas das infrações que o júri citou no veredito de sexta-feira centravam-se em elementos do interface de utilizador TouchWiz que, na sua maior parte, já não são usados.

A Samsung anunciou que recorrerá da decisão, e que as batalhas mundiais de patentes entre as companhias estão longe de acabar. Mas por enquanto, ao menos, a decisão de um caso que era visto como crucial promete reordenar o balanço competitivo do setor.

Já há quem diga que a liminar, impedindo a Samsung de vender seus produtos, poderá dar aos outros fabricantes de celular uma ajuda bem-vinda. ?Uma proibição potencial de vendas dos produtos da Samsung vai criar algum espaço adicional para a Nokia, que está se preparando para lançar a nova linha de dispositivos Lumia, nos próximos meses?, afirma o analista do FIM Bank, Michael Schroeder.

Como outros fabricantes de equipamentos Android também deverão buscar alternativas para não correrem o risco de serem processados pela Apple, alguns deles podem passar a encarar o Windows Phone 8 com outros olhos, crê a analista da Gartner, Carolina Milanesi. Seria o caso da HTC e até mesmo da Samsung, que já anunciaram planos de trazer para o mercado dispositivos WP8.
 
 
 
Fonte: MacWorldBrasil

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar