Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EX-FUNCIONÁRIO DA GOOGLE QUE FILTRAVA CONTEÚDO IMPRÓPRIO DESABAFA EM ENTREVISTA

27/08/2012

O site BuzzFeed FWD publicou um relato de um ex-funcionário da Google que era o responsável por examinar e filtrar vídeos e fotos com conteúdo impróprio de ferramentas como o Picasa e o Youtube. O entrevistado, não identificado no texto, contou como foi afetado ao analisar, por dia, mais de 15 mil imagens e vídeos com necrofilia, suicídio ao vivo, pedofilia e mutilações sem um acompanhamento psicológico. O texto faz parte de uma série de matérias do portal com o tema ?Confessionário Tech?.

 

De acordo com o relato, o ex-funcionário achou que, por meses, estava bem, mesmo tendo que olhar diariamente para conteúdos daquele tipo. ?Isso estava, na verdade, me mandando aos poucos para um lugar sombrio?, disse. Ele só percebeu o quanto estava sendo afetado após passar por uma avaliação psicológica com imagens, o chamado teste de Rorschach. Ao mostrar uma foto, o psicólogo pediu que ele informasse a sua primeira reação. ?Eu disse: Isso é nojento! E era só a foto de um pai com o seu filho?.

Após o teste, iniciou a terapia com um especialista indicado pelo governo. Uma sessão foi paga pela Google, que encorajou o funcionário a continuar o tratamento, após ser informado que não seria efetivado. Ele trabalhou nove meses na empresa e disse que a promessa era de que, passado o período de análise dos materiais impróprios, a efetivação ocorreria.
 
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar