Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HTC TEM PREJUÍZO DE US$ 40 MILHÕES COM REESTRUTURAÇÃO DA ONLIVE

21/08/2012

A fabricante de smartphones taiwanesa HTC disse na segunda-feira (20/8) que terá uma perda de 40 milhões de dólares por conta do investimento feito no serviço de games em nuvem OnLive, quel está se reestruturando, depois de quase ir à falência.

A empresa anunciou a perda de investimento no Taiwan Stock Exchange, afirmando que o OnLive concluiu uma reestruturação de ativos durante o fim de semana passado por conta de uma "falta de caixa operacional e uma incapacidade de levantar capital novo". A HTC se ​​recusou a falar sobre o assunto.

A companhia investiu na OnLive em fevereiro do ano passado, o que foi visto como uma estratégia para, eventualmente, trazer mais jogos online para smartphones da empresa. A OnLive também tinha começado a hospedar jogos para tablets e smartphones Android no final de 2011.

A empresa norte-americana, no entanto, foi obrigada a se reestruturar por conta dos altos custos de infraestrutura associados à execução de seu serviço, resultando em nenhum lucro. Na sexta-feira, a companhia disse que tinha sido adquirida por um novo proprietário não identificado, permitindo que ela continuasse a operar.

Como parte da reestruturação, um número desconhecido de funcionários foi demitido. Outros nomes que apoiam a OnLive são: Warner Bros, Autodesk, Capital Maverick, AT&T e British Telecom, entre outros.

O prejuízo da HTC aconteceu apenas um mês depois da fabricante ter lidado com outro investimento da americana Beats Electronics, fornecedora de equipamentos de fones de ouvido.

A taiwanesa comprou originalmente uma participação majoritária da Beats de 300 milhões de dólares, a fim de melhorar os sistemas de áudio em seus aparelhos. Mas quase um ano depois do negócio, a HTC disse em julho que iria vender metade da sua participação de volta à empresa, mantendo sua parcela de apenas 25%.

A HTC disse que, vendendo sua participação de volta à Beats, a americana teria maior flexibilidade para expandir sua marca globalmente. Mas analistas disseram que o investimento provavelmente ficou aquém das expectativas da fabricante, com a tecnologia da Beats "não sendo o suficiente para dar a HTC uma vantagem sobre seus rivais."

Vale lembrar que já há algum tempo a HTC não está bem. Em junho, a fabricante teve que encerrar suas atividades no Brasil e, um mês depois, anunciou que abandonaria a Coreia do Sul também.
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar