Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DATA CENTERS: APENAS UM EM CADA CINCO FUNCIONA DE FORMA EFICIENTE

24/07/2012

Apenas um em cada cinco data centers ativos funciona no mais alto nível operacional e de eficiência e, portanto, pode ser considerado estratégico para os negócios. Essa foi a principal constatação do Global Data Center Study 2012, conduzido pela divisão de consultoria da IBM em parceria com a IDC.

A pesquisa ouviu 365 executivos de TI de empresas de sete países (Brasil, Estados Unidos, Canadá, Alemanha, França, China e Índia) sobre as principais medidas de eficiência de um centro de dados, como operações de instalação e gestão, sistemas, armazenamento, rede, aplicativos, direcionadores de negócios, orçamento e governança.

O levantamento revela que muitas empresas estão integrando novas soluções e tecnologias para modernizar e evoluir suas organizações ? a maioria busca caminhos para garantir níveis adequados de eficiência e redução de custos, de forma alinhada aos objetivos de negócios.

O estudo também permitiu estabelecer quatro estágios que descrevem a evolução típica de um centro de dados em termos de eficiência, disponibilidade e flexibilidade: Básico, Consolidado, Disponível e Estratégico. De acordo com os entrevistados, 17% dos centros de dados ativos encontram-se no nível Básico, 32% no Consolidado, 30% no Disponível e apenas 21% são Estratégicos. Sendo essa classificação assim definida:

Básico: ambiente relativamente estável e mantido a partir de objetivos de curto prazo, com infraestrutura autônoma como norma;
Consolidado: virtualização de servidor e consolidação de site são usados para reduzir consideravelmente o número de sistemas e instalações e, assim, reduzir os custos de capital. Tecnologias de servidor e armazenamento são bem utilizadas e discussões para melhorar a disponibilidade por meio da mobilidade da máquina virtual (VM) começam a entrar em pauta;
Disponível: a infraestrutura de TI é tratada como um recurso geral que pode ser alocado e livremente dimensionado para atender às mudanças de cargas de trabalho e para garantir uptimee performance, proporcionando altas taxas de utilização;
Estratégico: a adoção generalizada de ferramentas de automação reduz a complexidade manual do data center e garante os requisitos de disponibilidade e dinamismo de aplicativos e dados. Instrumentação e métricas são amplamente utilizadas para possibilitar a conformidade com governanças políticas.

Os data centers que operam no nível mais alto de eficiência são capazes de direcionar iniciativas estratégicas ao alocar 50% a mais de seus orçamentos de TI para novos projetos em relação àqueles que funcionam no nível de eficiência mais baixo, que destinam apenas 35%. Além disso, são mais eficientes ? aproveitam 2,5 vezes mais o trabalho dos profissionais dedicados, com média de 27 servidores por administrador, o que acontece apenas em 6% dos data centers básicos.

?Organizações com data centers estratégicos estão melhor preparadas para aproveitar as oportunidades de mercado a partir de um maior alinhamento com os objetivos de negócios", afirma Flávio Duarte, gerente de serviços de Data Center da IBM Brasil. ?Para atingir os mais altos níveis de eficiência os data centers devem reavaliar continuamente o seu desempenho e rever seus investimentos em ferramentas, tecnologias e governança de acordo com as necessidades do negócio?, completa.

Segundo ainda a pesquisa, quase todos os data centers estratégicos apresentaram crescimento nos últimos dois anos e mais de 80% deles deverão se expandir durante os próximos dois anos. Em contrapartida, mais de 60% dos data centers básicos não sofreram mudanças ou investimentos nos últimos dois anos, mas mais da metade dos entrevistados mencionou planos de atualizá-los nos próximos dois anos.

A consolidação por meio da virtualização é o primeiro passo para gerar a eficiência máxima ao data center. De acordo com a pesquisa, 48% dos data centers considerados Estratégicos possuem servidores virtualizados, em comparação aos menos eficientes, com taxas de 27%. Além disso, 93% dos centros de dados mais modernos utilizam a virtualização para armazenamento.
 
 
 
Fonte:  Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar