Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CISCO PROÍBE ACESSO À PORNOGRAFIA COM SEUS ROTEADORES E CAUSA FÚRIA DE USUÁRIOS

09/07/2012

A Cisco Systems deu um passo atrás em seu serviço Cloud Connect, removendo-o como configuração padrão para a gestão dos roteadores Linksys EA Series após uma série de reclamações de clientes sobre atualizações de firmware automáticas e condições confusas de uso do serviço. 

Os termos proibiam o usuário, entre outras coisas, de usar o serviço para "propósitos obscenos, pornográficos, ou ofensivos". Ou seja, na prática, acessar sites de ´conteúdo adulto´ poderia levar ao banimento do internauta.

O Cisco Connect Cloud, anunciado em abril, funciona como uma ferramenta baseada na internet para gerenciar a rede local do usuário doméstico. Ele permite, de acordo com a Cisco, administrar redes wireless LANs remotamente via navegador ou aplicativo no smartphone.

Em resposta, o método padrão para gerir os roteadores high-end da Linksys foi alterado para uma configuração e gestão tradicionais por meio da rede local, disse a Cisco em um post publicado ontem (5/7). Quando a empresa colocou o serviço Cisco Connect Cloud no ar na semana passada, convidou os usuários de modelos avançados de roteadores Linksys para efetuar login no novo serviço. No entanto, os consumidores reclamaram que a atualização os obrigava a migrar para o modelo ´cloud´.

Intrigados com as mudanças, os usuários leram os termos do serviço e constaram que a Cisco poderia coletar informações sobre o consumo de internet e que elas poderiam ser compartilhadas com terceiros. Muitos dos usuários disseram que cancelariam o serviço. Após reclamações, a Cisco resolveu reverter o quadro. Agora, os usuários que quiserem adotar os recursos do Connect Cloud terão de escolher por conta própria se querem usá-lo. 

No post no blog anunciando a mudança, a Cisco se desculpou repetidamente vezes e tentou acabar com as preocupações dos clientes sobre privacidade e atualizações de firmware automáticas. "Acreditamos que a falta de clareza em nossos termos de serviço contrubuiu para muitas das preocupações de nossos clientes, e pedimos desculpas pela confusão e inconveniência que isso causou", escreveu Brett Wingo, vice-presidente e gerente-geral da Cisco Networking Home.

"O Connect Cloud e os roteadores Linksys não monitoram ou armazenam informações sobre como nossos clientes usam a web e não desconectam os usuários da internet. O Connect Cloud nunca monitorou o uso nem mesmo foi projetado para fazê-lo?, disse Wingo. ?A Cisco não vai realizar atualizações de software para roteadores Linksys quando a configuração de atualização automática estiver desligada?, reforçou.

O post no blog da Cisco também afirmou que a companhia vai atualizar os termos de serviço e a documentação relacionada o mais rápido possível. 
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar