Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOKIA TEM PREJUÍZO ACIMA DE 1 BILHÃO DE EUROS E DEMITE DIRETOR DE VENDAS

20/04/2012

A Nokia reportou queda de vendas e de renda no primeiro trimestre, sugerindo dificuldades na comercialização tanto de celulares mais baratos quando de smartphones com Symbian e Windows Phone.

A fabricante finlandesa arrecadou 7,4 bilhões de euros (18,3 bilhões de reais), baixa de 29% em relação ao mesmo período de 2011, e teve prejuízo de 1,3 bilhão de euros, ante o lucro de 439 milhões no primeiro trimestre do ano passado.

A notícia surge após uma difícil semana para a empresa. Em 11/04 ela reduziu suas expectativas por causa do desempenho insatisfatório observado, inclusive no que se refere aos dispositivos baratos bastante vendidos em mercados em ascensão, como China, Índia, África e Oriente Médio.

Leia mais: Nokia está prestes a perder liderança após 14 anos de supremacia

Embora a Nokia tenha progredido em 2011, admitiu em comunicado que enfrentou obstáculos maiores do que os esperados, graças à alta competitividade do setor. Por conta dos resultados, a agência Moody?s reduziu seu rating, classificando a situação da companhia como preocupante. Ela, porém, retrucou, e disse que embora seu caixa tenha ficado 24% menor na comparação com março de 2011, ainda possui 4,9 bilhões de euros guardados.

Números e demissões
No total, 82,7 milhões de celulares foram comercializados até abril, sendo 11,9 milhões de smartphones. No primeiro trimestre de 2011, os números foram de, respectivamente, 108,5 e 24,5 milhões.

Quanto aos smartphones da linha Lumia, que têm o Windows Phone como SO, foram mais de dois milhões de unidades entregues. Desde novembro de 2011, quando os modelos 710 e 800 foram lançados, o ritmo das vendas vem subindo.

?Dobrar o número de Lumias distribuídos de um trimestre para o outro é um passo respeitável?, afirmou o CEO Stephen Elop. Segundo o executivo, o resultado foi muito bom em mercados como o americano, mas deixou a desejar no Reino Unido, por exemplo.

Para elevar a popularidade do Windows Phone, a ideia é expandir a distribuição, aumentar o investimento em publicidade e introduzir novos produtos. A Nokia começou a utilizá-lo depois que chegou ao mercado e deve se envolver no desenvolvimento das futuras versões, o que poderá ajudá-la a criar aparelhos melhores no futuro.

Elop também anunciou que o plano de reestruturação da empresa continuará e mais gastos serão cortados. Em junho, por exemplo, o diretor de vendas, Colin Giles, sairá e Niklas Savander, diretor de mercados, assumirá também suas funções.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar