Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HP PLANEJA UNIR DIVISÕES DE PC E IMPRESSORA

21/03/2012

A Hewlett-Packard quer unir as divisões de PC e impressoras, movimento que vai fazer com que Vyomesh "VJ" Joshi, líder da divisão de impressão da HP, deixe a empresa, aponta relatório publicado hoje (20/3).

A HP planeja anunciar a mudança ainda hoje, de acordo com uma reportagem publicada no blog All Things D, que citou fontes não identificadas. Procurada, a assessoria de imprensa da HP no Brasil afirmou que não há confirmações sobre a mudança e que não vai comentar o caso.

O setor Personal Systems Group (PSG) da HP, responsável pelos PCs e laptops, é o maior da empresa, responsável por 8,9 bilhões de dólares da receita no último trimestre de 2011. Já a Printing and Imaging Group (PSG) é uma das áreas mais rentáveis, e teve participação de 6,3 bilhões de dólares na receita da companhia. Juntas, elas representam cerca de metade do total de vendas da HP.

Segundo o All Things D, com a possível mudança, impressão ficará sob a área de PCs e a divisão será liderada por Todd Bradley, vice-presidente-executivo da HP, que hoje dirige o PSG.

Em agosto do ano passado, o ex-CEO Leo Apotheker anunciou um plano em que a HP venderia ou desmembraria sua divisão de PCs. Mas Meg Whitman foi rápida e, ao assumir o comando da fabricante, afirmou que iria manter a divisão de PCs.

O movimento é parte de um esforço para cortar custos e simplificar os negócios, disse uma fonte ao blog All Things D. O plano é integrar melhor os grupos para que possam mais facilmente abordar os clientes com ofertas combinadas.

Integrar as divisões pode fazer sentido uma vez que há sobreposição de clientes e na venda de produtos, afirma o analista da NPD Group Stephen Baker. "Nesse sentido, provavelmente há muita sinergia", completa.

Enquanto a venda de cartuchos de tinta foi motor do lucro da HP, PCs e impressoras são commodities, diz, o que significa que se sobrepõem em como devem ser gerenciados. Uma exceção é o negócio de impressoras comerciais, que pode não se ajustar na divisão de PC, aponta.

De acordo com Baker, a HP considerou um plano semelhante há alguns anos, mas naquela época era a divisão de PCs que seria incluída no grupo de impressoras.

Atualmente, a HP pode ver perspectivas de longo prazo para a divisão de PCs, acredita o analista Roger Kay da Endpoint Technologies. Novos formatos, como ultrabooks e tablets estão mantendo vivo o mercado de PCs, ao passo que as pessoas imprimem menos documentos e por isso as vendas dos equipamentos estão em declínio.

Historicamente, o negócio de impressão tem sido lucrativo para a HP, mas as margens de lucro não são tão elevadas quanto já foram, avalia Baker. A margem operacional da divisão de impressoras da HP no último trimestre foi de 12,2%, abaixo dos 17% registrados no ano anterior. Tanto PCs quanto impressoras obtiveram queda nas vendas no último trimestre.
 
 
 
Fonte: IDGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar