Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

AMÉRICA LATINA É A REGIÃO ONDE MAIS CRESCE O ACESSO À INTERNET

19/03/2012

A América Latina é a região do mundo onde mais cresce o acesso à internet, afirmou nesta sexta-feira (16) o vice-presidente para a região do Icann (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), Rodrigo de la Parra.

"É a região, sem dúvida alguma, que mais cresce em nível mundial. Uma das regiões que mais crescem é a América Latina quanto ao acesso à internet", disse à France-Presse o especialista de origem mexicana, sem divulgar números.

De la Parra afirmou que atualmente a penetração de cobertura de internet na América Latina é de 30% dos lares, contra quase 100% em países desenvolvidos, mas que esse número tem crescido rapidamente e, dentro de uma década, poderá dobrar.

"Eu acho que esta é a década da nossa região em muitos sentidos. Também quanto ao crescimento econômico que se observa, apesar da crise mundial, e a internet não é exceção", destacou.

Em relação aos atrasos que se observam em alguns países, especialmente na África, Parra disse que existe preocupação mas que há consciência internacional para superar as carências.

"Há uma preocupação de muitas regiões em desenvolvimento, e acreditamos que haja muitas instâncias em nível internacional preocupadas em fomentar o acesso naquelas regiões", disse.

"Elas têm um atraso muito mais importante do que a América Latina. A África tem um problema mais agudo do que a América Latina em todo tipo de infraestrutura, evidentemente infraestrutura de telecomunicações, e a internet está incluída", destacou.

O especialista participou na Costa Rica da 43ª reunião do Icann, que terminou na sexta-feira depois de cinco dias de reuniões entre 1.700 assistentes de 150 países, com delegados de governo e organizações privadas sobre temas alusivos a uso, acesso, códigos novos e segurança na internet.

O Icann é uma organização internacional sem fins lucrativos cujo objetivo é coordenar, em nível global, a assignação dos recursos críticos da internet, que são os nomes, números e endereços IP, disse De la Parra.

A organização celebra três reuniões ao ano. Em junho, a sede será Praga e, em novembro, a cidade canadense de Toronto.
 
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar