Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ALVO DE PROCESSOS, GROOVESHARK LUTA PARA MANTER SERVIÇO DE MÚSICA NO AR

15/03/2012

O popular serviço gratuito de transmissão de música via streaming Grooveshark está enfrentando processos de diversas gravadoras por supostamente infringir direitos autorais. Segundo o Torrent Freak, o Grooveshark afirma que vai lutar para manter o serviço funcionando.

Em novembro passado, a Universal Music, que é a maior gravadora do mundo e já conseguiu tirar o portal Megaupload do ar, processou o Grooveshark, pedindo centenas de milhares de dólares em danos. À Sony, Warner e a EMI se juntaram à ação contra o site de streaming de música pelos mesmo motivos.

No Reino Unido, o site de torrents The Pirate Bay também está sendo processado pelas gravadoras Sony, EMI e Virgin por compartilhar conteúdos sem concessão de direitos autorais. E em fevereiro, um grupo de empresas de entretenimento na Dinamarca conseguiu o direito de forçar um provedor de internet a bloquear o acesso ao Grooveshark, um pena também aplicada ao site de torrents The Pirate Bay.

Mas é justo que sites de streaming de música e de compartilhamento de arquivos sofram as mesmas sanções?

Uma fonte do Grooveshark que preferiu não se identificar declarou ao Torrent Freak que as diferenças entre os serviços não são palpáveis, mas algumas acusações são "plenamente falsas".

O Grooveshark buscou licenças no mundo todo e hoje continua a construir sistemas que ajudam os detentores de direitos autorais a gerenciar seus conteúdos e receberem suas parcelas de receita. ?Queremos manter sua plataforma aberta. Isso quer dizer que, mesmo depois que os acordos estiverem feitos, queremos que os artistas possam compartilhar seu conteúdo sem precisar de uma gravadora. Isso é que significa quando falamos em uma plataforma ?aberta??, declarou o funcionário do Grooveshark.

O Grooveshark tem mais de 35 milhões de usuários em todo o planeta e seus dados podem ter um valor imenso para as gravadoras. O executivo do serviço de streaming de música disse que esse valor pode cobrir os custos da transmissão gratuita de conteúdos. 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar