Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APPS FICAM ATÉ 3 VEZES MAIORES PARA ACOMPANHAR TELA DO NOVO IPAD

15/03/2012

A Tela Retina do novo iPad é o principal recurso do aparelho; relatos da maioria dos jornalistas que já puderam mexer com o tablet dão conta de que a display de 2048x1536 pixels é impressionante pessoalmente, com texto nítido e saturação de cor vívida. Mas a tela muito melhorada do produto pode limitar severamente a maneira como você usa o tablet.

Isso porque para conseguir aproveitar ao máximo a nova tela, os apps precisam gerar novas versões de seus assets gráficos. O novo iPad exibe quatro vezes mais pixels do que seus modelos anteriores. Por isso, para suportar a Tela Retina os apps precisam de novas imagens que sejam duas vezes mais largas e altas do que antes. Obviamente que as imagens fisicamente maiores acabam criando arquivos maiores em termos de MB. E isso será um problema muito rapidamente pelo fato de que não é possível expandir a capacidade de armazenamento do seu iPad. É uma pena que a Apple não tenha aumentado as opções de armazenamento do novo iPad para 32GB, 64GB e 128GB para acomodar melhor os apps maiores em razão da Tela Retina.

Grande como?
Vamos dar uma olhada em alguns apps da própria Apple para iPad para ver como os programas aumentaram de tamanho para aproveitar a nova Tela Retina. O Keynote foi de 115MB para 327MB; o Numbers de 109MB para 283MB, e o Pages de 95MB para 269MB. Com exceção do iMovie (que também adicionou novo suporte para o iMovie Trailers e cresceu consideravelmente de 70MB para 404MB), esses apps aumentaram em média de 2,5 a 3 vezes de tamanho. 

Suponha que um dono do novo iPad de 16GB queira carregar seu tablet com aplicativos prontos para a Tela Retina: os pacotes iWork e iLife, o iBooks, Find My Friends, Find My iPhone, iTunes U, e Remote. Só aí já seriam 2,24GB de apps antes mesmo de você baixar um único aplicativo de terceiros, ou sincronizar uma só música, fotografia, ou vídeo. Lembre-se também que um iPad de 16GB oferece apenas 14GB de capacidade real de armazenamento; os outros 2GB são destinados ao sistema operacional e estoque de apps. Então agora o seu iPad oferece menos de 12GB de espaço de armazenamento.

Problema não afeta apenas donos do novo iPad

E talvez o efeito mais preocupante da Tela Retina do novo iPad seja o seu impacto sobre donos de modelos anteriores de iPads e iPhones: apps universais ? isso é, apps únicos que rodam em ambos os aparelhos iOS ? ficarão muito maiores mesmo que você não tenha um iPad com Tela Retina. Quando a Apple lançou os updates de apps para a Tela Retina na semana passada, não foi possível fazer o upgrade em meu iPhone até que apagasse algumas músicas e outros apps maiores. Meu smartphone não consegue aproveitar os gráficos enormes desses apps, mas não escolha quanto a isso.

É um pouco parecido com os apps de Mac que podiam rodar em processadores Intel e PowerPC. Se seu Mac tivesse toneladas de espaço de armazenamento disponível, não importava. Mas se você estivesse com o HD apertado, era possível usar vários apps de terceiros para remover qualquer código específico para chips PowerPC dos apps ? uma vez que esse código é inútil em seu computador baseado em processadores Intel ? para liberar espaço.

A Apple não criou uma maneira pela qual seu iPhone pode ignorar os assets específicos para iPad quando você instala apps universais. Na verdade, a maioria dos desenvolvedores escolherá manter as configurações especificamente para os dois primeiros modelos do iPad, além de nova arte exclusivamente para a terceira geração do tablet. Tentar forçar os iPads mais antigos a exibir versões em menor escala da arte da Tela Retina só deixaria as coisas mais lentas, afirmam desenvolvedores.

Soluções

A Apple poderia liberar duas soluções separadas, mas igualmente importantes. A companhia precisa aumentar as capacidades de armazenamento em seus iPads (e nos iPhones também). E precisa criar uma maneira pela qual os dados do app que seu aparelho iOS não possa usar não ocupem seu espaço disponível de armazenamento.

Para quem está pensando comprar o novo iPad, talvez seja indicado já partir para a versão de 32GB, porque uma vez que a maioria dos desenvolvedores atualizarem seus apps para a nova Tela Retina, 16GB simplesmente não será o bastante.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar