Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PELA PRIMEIRA VEZ, USUÁRIOS CONSEGUEM CRACKEAR GOOGLE CHROME

09/03/2012

Talvez o Google tenha subestimado demais os hackers. Há alguns dias, a empresa anunciou que iria oferecer um programa de recompensas de US$ 1 milhão (cerca de R$ 1,7 milhões) para aqueles que conseguissem invadir o navegador Chrome durante a Pwn2own, uma competição anual voltada para que pessoas identifiquem falhas e bugs nos principais serviços da web.

Até então, o
Chrome era o único browser que ainda não havia sido hackeado. Pois é: era, já que a empresa VUPEN e o estudante russo Sergey Glazunov conseguiram driblar os mecanismos de segurança do navegador. A informação é do TG Daily e do jornal The Guardian.

No caso da VUPEN, o hack aconteceu apenas cinco minutos depois da Pwn2own começar. Mas tanto a VUPEN quanto Glazunov utilizaram um programa de computador que se beneficia das vulnerabilidades de um sistema operacional, para realizar o hack em um PC com Windows 7. Dessa forma, o estudante russo e a companhia tiveram a chance de sair da sandbox do Chrome e assumir o controle de todo o sistema da Microsoft.
 
Sundar Pichai, vice-presidente sênior encarregado do Chrome e do Google Apps, parabenizou Glazunov em seu perfil do Google+, e disse que "a equipe de desenvolvedores do Google continuará incentivando a comunidade de segurança para apontar bugs e nos ajudar a tornar a web cada vez mais segura". Para Pichai, o Chrome vai se tornar um navegador ainda mais seguro para todos os usuários.
 
Glazunov levou o prêmio de US$ 60 mil por ter sido o primeiro a invadir e identificar as falhas no Google Chrome, enquanto a VUPEN ganhou US$ 20 mil. Ambos também receberam um Chromebook.
 
Vale lembrar que no Pwn2Own do ano passado - um concurso realizado dentro da CanSecWest para identificar falhas e bugs nos navegadores da web - , o Internet Explorer e o Safari (Microsoft e Apple, respectivamente) foram derrubados por hackers que participaram do evento, mas ninguém tentou invadir o Chrome - mesmo que o Google tenha oferecido US$ 20 mil e US$ 15 mil como recompensa.
 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar