Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

RASPBERRY PI, O COMPUTADOR DE R$ 60, TEM 700 PEDIDOS POR SEGUNDO

06/03/2012

Lançado na última quarta-feira (29/02) nas lojas do Reino Unido, o Rasperry Pi, conhecido como o computador mais barato do planeta, pode ser pequeno em seus US$ 35 por venda, mas já alcança altos níveis de aceitação. De acordo com um dos distribuidores do micro PC, o aparelho contou com uma demanda de aproximadamente 700 pedidos por segundo até o final da semana passada.
 
A informação é do jornal The Guardian. Segundo Harriet Green, CEO da Premier Farnell (que está vendendo o dispositivo na internet), a demanda foi 20 vezes maior que a oferta - tanto que teve suas primeiras 10 mil unidades esgotadas no lançamento. Green afirma que a empresa não vai subir o preço dos aparelhos e sim tentar aumentar a produção para atender todos os pedidos.

Green acredita que o micro PC tem potencial para crescer ainda mais pelo fato de ser voltado para crianças, além de incentivar o uso da informática por pessoas mais jovens. Ele acredita que existe até a possibilidade do dispositivo ultra-barato receber o investimento de empresas de peso na indústria dos computadores.
 
"Nada impede que grandes companhias, como Apple, Dell, Lenovo ou HP, por exemplo, façam algum produto semelhante ao Raspberry Pi. Eu realmente quero encorajar essas organizações a visualizar o poder desta ideia", declarou.

O mais barato do mundo 
 
Desenvolvido pela Fundação Raspberry PI, parceira da Universidade de Cambridge, o computador tem o tamanho de um cartão de crédito e possui duas versões: a mais simples, modelo A, custa US$ 25 (cerca de R$ 45), 128 MB de memória e conexão com a internet através de um adaptador USB. Já a versão mais cara do produto, modelo B, é vendida a US$ 35 (R$ 60), mas tem o dobro de memória (256 MB) e conectividade à web por meio de uma rede cabeada.
 
Ambos os modelos possuem um processador modesto - ARM de 700 Mhz -, entradas USB e HDMI para conectar o Raspberry Pi em um televisor, mouse ou até teclado, e a possibilidade de utilizar um cartão SD de memória para o armazenamento de dados. Outra característica é que, dependendo do gosto de cada usuário, o Pi pode rodar algumas distribuições do Linux e softwares leves.
 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar