Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ANDROID MARKET AVANÇA E LIDERANÇA DA APP STORE É AMEAÇADA

28/02/2012

 

Durante a Mobile World Conference 2012, feira de telecomunicações que ocorre em Barcelona entre os dias 27 de fevereiro e 1 março,  Google escreveu em seu blog que o Android Market, loja de aplicativos da companhia, já conta com mais de 450 mil aplicativos, três vezes mais do que a quantidade anunciada no mesmo período no ano passado, produzindo mais de 1 bilhão de downloads mensais. As informações são do jornal Business Insider. 

A título de comparação, a Apple ainda está à frente por uma pequena margem, já que sua loja de aplicativos online conta atualmente com mais de 500 mil aplicações, que rodam em mais de 315 milhões de dispositivos iOS ativados até o momento. Em relação aos downloads, a companhia de Cupertino se aproxima dos 25 bilhões de apps baixados em todo o mundo, contra 10 bilhões da Google. 

A Google anunciou também que alcançou 850 mil ativações de dispositivos Android por dia, superando a marca de 700 mil aparelhos alcançada em dezembro de 2011, de acordo com Andy Rubin, vice-presidente da área móvel do empresa, que se pronunciou via Twitter. 

A companhia de Mountain View também afirmou em um post no blog de mobilidade que mantém que este montante representa um crescimento de 250% da plataforma móvel da Google em uma base anual, totalizando cerca de 300 milhões de aparelhos Android ativados em todo o mundo.

O crescimento exponencial da loja de aplicativos da Google em comparação à App Store pode ser explicado pela diferença de metodologia na submissão de APPs entre as empresas. Enquanto que as aplicações enviadas à Apple passam por um rigoroso processo de análise, para definir se serão hospedados na loja online, no Android Market qualquer usuário pode subir APPs na loja, o que acaba gerando problemas de segurança para os usuários Android.

Apenas em fevereiro deste ano a Google afirmou que começará a fazer verificações automática de malware em seus apps, a partir de uma ferramenta chamada Bouncer, mas ainda sem o obrigar que os desenvolvedores submetam as aplicações a um processo de aprovação. 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar