Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FBI PODE DESLIGAR SERVIDORES E IMPEDIR ACESSO DE MILHÕES À INTERNET NO DIA 8 DE MARÇO

23/02/2012 01:00:00

De acordo com os sites Digital Trends e BetaBeat, o FBI, poderá ser forçado a desligar milhares de servidores DNS (sistemas que abrigam os nomes de domínio dos sites da web) para conter um poderoso vírus, o que deve derrubar o acesso à internet para milhões de usuários de todo o planeta.
 
Os servidores DNS foram instalados pelo FBI no ano passado para evitar a propagação de malwares conhecidos como Trojan DNSChanger, mas a ordem judicial que permitiu a substituição desses servidores expira em 8 de março deste ano.
 
O DNSChanger é um vírus que modifica as configurações de DNS dos computadores e redireciona páginas e resultados de pesquisas dos usuários para sites infectados ou de origem maliciosa, além de bloquear o acesso a links que possam oferecer soluções de como limpar a máquina dessa ameaça.
 
Em novembro de 2011, autoridades americanas prenderam seis homens na Estônia pela criação e disseminação do DNSChanger. Segundo o próprio FBI, o malware atinge computadores em mais de 100 países, incluindo meio milhão de PCs só nos Estados Unidos. Para encontrar formas de erradicar o vírus, o FBI substituiu os servidores infectados por novos aparelhos, o que deu a empresas e usuários com máquinas contaminadas a chance de limpar seus dispositivos.
 
Ainda assim, o jornalista de cibersegurança Brian Krebds relata que o DNSChanger está nos sites de 27 das 55 entidades governamentais mais importantes do mundo, além de metade das companhias listadas pela Fortune 500 (ranking dos grupos empresariais mais bem sucedidos). Vale lembrar que nessa lista estão organizações como Intel, Verizon, General Motors, HP, Walt-Mart, Apple, Microsoft, Dell, Walt Disney, Amazon, Google, American Express, Oracle, entre outras.
 
Se a ordem judicial de atualização não for prorrogada para depois de 8 de março, o FBI será legalmente obrigado a desligar os servidores para então limpá-los dos malwares, fazendo com que o acesso à internet dos usuários ainda infectados com o vírus seja bloqueada.
 
O Digital Trends explica que usuários, empresas e outras agências podem consultar se seus sistemas estão contaminados com o DSNChanger através do site DCWG.org.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar