Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ULTRABOOKS DEVEM INVADIR MERCADO BRASILEIRO CUSTANDO MENOS QUE NOTEBOOKS

22/02/2012 01:00:00

 Quando o assunto é tecnologia as novidades nunca param. Sempre há lançamentos, seja de aparelhos inéditos ou de produtos melhorados. 

Em 2012, um dos eventos mais esperados do setor é a chegada em massa dos ultrabooks no Brasil. Embora já existam alguns aparelhos no País, a oferta é muito escassa e deve se ampliar nos próximos meses, fazendo a alegria de quem é louco por tecnologia, mobilidade e conforto. 

Isso porque os aparelhos são mais finos e potentes que os notebooks. Com corpo menor do que 2cm de espessura, distribuídos em cerca de 1kg, o equipamento conta com portas USB 3.0 e a nova Thunderbolt que alcança velocidades 20x mais rápidas que o USB. O segredo é que no lugar de ter um HD para armazenamento, ele utiliza memórias flash, como as das pen drives, que são muito menores. As empresas ainda prometem um consumo tão baixo de energia a ponto de ser considerado revolucionário, o que faz com que a bateria tenha uma autonomia real de até 10 horas. 

Preço
Mas a boa notícia mesmo é que ao contrário dos lançamentos mais recentes do setor ? celulares vendidos por R$ 2599 e tablets por mais de R$ 2500 ? os ultrabooks devem chegar mais acessíveis ao bolso.

Durante a edição 2012 da Campus Party - maior evento de inovação tecnológica, internet e entretenimento eletrônico em rede do mundo - representantes das fabricantes que venderão no Brasil anunciaram que, para agradar aos clientes e enfrentar a grande concorrência que deve surgir ? a intenção é que os aparelhos custem cerca de R$ 1700, menos que o preço de um bom notebook nos dias de hoje. 

Por enquanto, os poucos modelos a disposição dos brasileiros ainda custam mais de R$ 2500. No entanto, nos Estados Unidos, há modelos por US$ 850, o que daria cerca de R$ 1453, considerado a cotação da moeda norte americana em R$ 1,71, valor médio dos últimos dias. 

Claro que importar o aparelho elevaria muito seu custo, uma vez que os impostos de importação chegam a dobrar preços de eletrônicos. No entanto, como muitas empresas pretendem produzir o equipamento no Brasil, e há chances de ele se encaixar na chamada de MP do bem ? medida provisória que isenta produtos do setor de informática de impostos ? tudo leva a crer que os ultrabooks chegarão ao Brasil sem que tenham ?ultra? preços.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar