Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SSDS TÊM UM FUTURO ´SOMBRIO´, DIZEM PESQUISADORES

21/02/2012 01:00:00

Com a redução dos circuitos das memórias flash NAND, o desemepnho dos drives SSDs que fazem uso delas cai precipitadamente, condenando a tecnologia, de acordo com uma nova pesquisa da Universidade da Califórnia.

"Enquanto a densidade dos SSDs cresce e o seu custo por gigabyte cai, tudo o mais a respeito deles piora", afirmou Laura Grupp, estudante de graduação na Universidade da Califórnia, San Diego, para uma platéia de cerca de 500 participantes da "10th Usenix Conference on File and Storage Technologies", realizada esta semana. Segundo ela, o aumento da densidade da memória flash NAND eleva a latência de leitura e de registo, e também a quantidade de erros de dados.

De acordo com a pesquisadora, a redução no desempenho necessário para aumentar a capacidade dos SSDs, mantendo os custos sob controle, pode tornar difícil transformá-lo em uma tecnologia viável para algumas aplicações, tornando seu futuro incerto.

Grupp e os pesquisadores Steven Swanson, diretor do UCSD´s Non-Volatile Systems Laboratory, e John Davis, da Microsoft Research, testaram 45 diferentes chips de memória flash NAND, de seis fornecedores, que variaram em tamanho, desde os 72 nanómetros (nm) aos 25 nm usados hoje.

Os testes revelaram que as velocidades de gravação de páginas em um bloco flash sofreram variações dramáticas e previsíveis na latência. Conforme a memória flash NAND se esgotava, as taxas de erro também variavam amplamente entre os dispositivos. Os drives de um só nível (SLC) NAND apresentaram os melhores resultados nos testes. Já os de múltiplos níveis (MLC), e as células de três níveis (TLC) NAND, em particular, produziram os piores resultados.

Projeções dos resultados obtidos pelos pesquisadores, considerando o cenário de 2024, quando os circuitos das memórias flash NAND poderão ter apenas 6,5 nanômetros, apontam que a latência na leitura e gravação deverá duplicar nos drives MLC e aumentar mais de 2,5 vezes nos TLC. Além disso, as taxas de erro deverão aumentar três vezes ou mais.

?Portanto, teremos de optar entre ter capacidade ou desempenho?, disse Grupp.

 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar