Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

XFX RADEON HD 7950 BLACK EDITION DOUBLE DISSIPATION

20/02/2012 01:00:00

A Radeon HD 7970 ? lançada oficialmente no dia 22 de dezembro de 2011 ? chegou ao mercado no dia 9 de janeiro fazendo jus às expectativas do mercado, ao disponibilizar um expressivo ganho de desempenho sobre a 6970, elevando o patamar da categoria para um nível acima, ou seja, rivalizando muitas vezes com as VGAs dual GPU (segmento ultra top) da geração anterior.

Apesar do robusto desempenho apresentado pela placa, a Radeon HD 7970 tem como ?calcanhar de Aquiles? o preço, substancialmente ?salgado? (US$ 549 ? embora alguns modelos cheguem a US$ 600) em relação às placas 3D de sua categoria da geração passada (algo entre US$ 370-399). Resumindo: embora seja fabulosa, a VGA é um produto para poucos felizardos, principalmente em mercados emergentes, como é o caso do Brasil, que graças aos impostos insanos, elevam o preço da placa para patamares astronômicos, tornando-a quase que um objeto de simples contemplação.

Desta forma, os olhos do mercado voltaram-se naturalmente para a sua ?irmã menor?, a Radeon HD 7950, ao prometer um ganho de desempenho expressivo sobre as placas da geração anterior, com a vantagem de possuir um preço mais próximo do orçamento do ?cidadão comum?.

Assim como a 7970, a Radeon HD 7950 é equipada com o chip gráfico codinome Tahiti, sendo parte integrante da nova geração de GPUs Southern Islands da AMD.


(Posicionamento da linha Southern Islands - Radeons série HD7000)

Além da Tahiti (segmento intermediário de alto desempenho), que dará origem a uma terceira placa, a Radeon 7930, a geração Southern Islands será composta ainda pelas linhas Pitcairn (segmento intermediário): Radeons 7870 e 7850; e Cape Verde (segmento intermediário de baixo custo): Radeons 7770 e 7750.

Especula-se ainda que a Radeon HD 7990 (dual GPU) é conhecida internamente pela AMD como New Zealand. Quanto aos modelos de entrada (Radeons HD 7400/7500/7600), ainda não há nenhuma informação a respeito de seus codinomes.

A nova geração Southern Islands causou um grande impacto no mercado ao trazer uma série de aprimoramentos em relação às placas da geração passada, além de contar com alguns recursos inéditos, prometendo não apenas trazer mais desempenho, como também uma experiência multimídia ainda mais rica para o usuário.

 (Modelo de referência da Radeon HD 7950)

O primeiro grande destaque refere-se ao seu processo de fabricação. Depois de passar duas gerações em 40nm, a AMD, junto com a TSMC, finalmente refinou a litografia. Agora as novas Radeons HD 7000 contam com o moderno processo em 28nm. Esse refinamento possibilitou não apenas uma redução nos custos de fabricação, como também permitiu que as GPUs atingissem uma maior performance, seja pela possibilidade de clocks maiores, seja pelo aumento da quantidade de Stream Processors/ROPs/TMUs do chip. Outra vantagem diz respeito à redução no consumo de energia proporcional às suas especificações.

No campo dos jogos, o suporte ao DirectX 11.1 talvez seja um dos fatores que mais chamaram a atenção dos gamers. Entretanto, não há muitos detalhes sobre os benefícios da nova API gráfica da Microsoft, que só entrará em cena com a chegada do Windows 8.

Já o ZeroCore Power Technology promete a redução significativa no consumo de energia quando a placa está sendo subutilizada, como por exemplo, quando o usuário está navegando na internet, ou utilizando uma suíte de escritório, por exemplo.

Outros aprimoramentos importantes são o suporte ao PCIe 3.0 (que dobra a largura de banda no tráfego dos dados ? impedindo qualquer tipo de gargalo); nova geração do Tessellator (que promete aumentar a performance em games com uso abusivo do Tessellation); Eyefinity 2.0 (que flexibiliza e melhora o uso de múltiplos monitores); HD3D (que amplia o uso da tecnologia 3D); entre outros.


(Detalhe da XFX HD7950 Black Edition Double Dissipation)

Assim como ocorreu com a análise da Radeon HD 7970, a Adrenaline foi ?brindada? com uma das melhores (e mais poderosas) placas existentes no mercado. Atendendo pelo nome de XFX HD 7950 Black Edition Double Dissipation, trata-se da ?menina dos olhos? da XFX, ou seja, sua placa mais top em se tratando de Radeon 7950.

A linha completa de VGAs da XFX baseadas na Radeon HD 7950 é formada pelos seguintes modelos:

- Core Edition (FX-795A-TNFC) - 800MHz Core Clock
- Double Dissipation Edition (FX-795A-TDFC) - 800MHz Core Clock
- Black Edition (FX-795A-TNBC) - 900MHz Core Cock
- Back Edition Double Dissipation (FX-795A-TDBC) - 900MHz Core Clock


É com satisfação que mais uma vez somos o primeiro e (até o momento) o único portal especializado do país a receber a versão Back Edition Double Dissipation, que segue a mesma ?receita de sucesso? de sua ?irmã maior?, ou seja, compartilha de forma extremamente harmônica, um visual elegante e simultaneamente ?agressivo?, utilizando em sua construção equipamentos de primeiríssima qualidade (padrão Duratec) - além de contar com o reforço de duas onças de cobre no PCB (aumentando tanto a vida útil, quanto o potencial para overclock) ? bem como um super sistema de refrigeração com tecnologia Ghost Thermal / HydroCell Thermal, entre outros destaques.

Por último, mas não por menos, como não poderia deixar de ser, pertencente à linha Black Edition, a placa vem de fábrica turbinada, com GPU em 900Mhz e memória em 5.5Ghz (podendo ir muito além deste patamar).

A seguir, veremos como a Radeon HD 7950 se comporta em relação à 7970 e as demais placas da geração anterior, de forma a fazer jus à sua expectativa de ser uma opção mais atrativa em relação a cara 7970, tentando apagar o ótimo desempenho de 6970 e GTX 580.

 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar