Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CISCO VAI À JUSTIÇA PARA BARRAR COMPRA DO SKYPE PELA MICROSOFT

16/02/2012 01:00:00

A liderança do mercado de videoconferência coloca em confronto dois titãs de TI: Microsoft x Cisco. A Cisco entrou com uma apelação no tribunal superior da União Europeia, para garantir que a Microsoft não irá impedir a livre concorrência no mercado de videoconferência com a aquisição da Skype Technologies.

A Comissão Europeia, órgão regulador de concorrência da UE, aprovou a aquisição em outubro do ano passado e a fusão das duas companhias foi concluída no mesmo mês. A compra foi anunciada em maio do ano passado por US$ 8,5 bilhões.

A Microsoft estima que a compra da Skype lhe permitirá competir melhor com outras plataformas de gigantes da tecnologia como Apple ou Google. Mas para a Cisco, o acordo cria um sério desafio para o seu serviço WebEx.

?A Cisco não se opõe à compra, mas acredita que a Comissão Europeia deveria ter imposto condições que garantissem uma maior interoperabilidade entre as plataformas?, afirmou Marthin De Beer, chefe da divisão de videoconferência da Cisco em seu blog.

A Cisco quer que a Corte Geral da União Europeia verifique se a Comissão Europeia tinha razão em chancelar a aquisição da Skype pela Microsoft sem quaisquer concessões. Ele argumenta que a Comissão deveria ter exigido à Microsoft garantir padrões abertos para videoconferência, semelhante ao que existe para as chamadas de telefonia móvel.

De Beer afirmou que, sem esses padrões abertos, a Microsoft poderia ?procurar controlar o futuro das comunicações por vídeo?. Os temores da Cisco é que a Microsoft bloqueie o uso do Skype para usuários de outros serviços. O Skype, com cerca de 170 milhões de usuários, é o serviço de tráfego de voz por internet (VoIP) mais popular do mundo.
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar