Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APPLE FAZ INSPEÇÃO À PROCURA DE MÁS CONDIÇÕES DE TRABALHO

14/02/2012 01:00:00

A Apple anunciou nesta segunda-feira (13) que uma organização sem fins lucrativos irá realizar uma inspeção "sem precedentes" à procura de más condições de trabalho em empresas que participam das linhas de fabricação de iPhones e iPads. A medida inclui a chinesa Foxconn, principal parceira da Apple, que sofreu acusações dando conta de que submetia seus funcionários a condições precárias de trabalho.

"As inspeções que estamos preparando não têm precedentes na indústria de eletrônicos, tanto em escala quanto em escopo", disse Tim Cook, presidente da Apple, em comunicado.

Ym Yik - 26.mai.10/Efe
Funcionários instalam grades em fábrica da Foxconn na China, após onda de suicídios
Funcionários instalam grades em fábrica da Foxconn, na China, após onda de suicídios

A organização Fair Labor Association (Associação do Trabalho Justo, em inglês) será responsável pela inspeção. Entrevistas com centenas de funcionários começaram nesta segunda-feira e abrangem tanto as áreas das fábricas quanto os dormitórios.

Críticos dizem que os principais erros da Apple nos últimos anos têm sido sinais de más condições de trabalho, principalmente na China. A Foxconn, que reúne fábrica na China e em Taiwan, foi um alvo particularmente constante.

Em 2009, relatos de suicídios nas fábricas da Foxcoon vieram à tona. A empresa é responsável pela montagem de iPhones e iPads no sul da China, que, segundo ativistas, é uma região do país com maior mão de obra de imigrantes dispostos a se submeter a condições de trabalho análogas à escravidão.

Em resposta, a Apple tem patrocinado auditorias independentes e publicado seus resultados. A Foxconn planeja abrir seis fábricas no Brasil ainda neste ano.

Ao todo, fábricas da empresa nas cidades de Shenzhen (conhecida como Cidade Foxconn) e Chengdu estão sendo inspecionadas.
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar