Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CORREÇÃO DO GOOGLE EARTH FAZ ´ATLÂNTIDA´ SUMIR

07/02/2012 01:00:00

"Atlântida", diz o Dicionário de Lugares Imaginários, "uma vasta ilha-continente submersa sob as águas do Atlântico por volta do ano 9560 AC."

Infelizmente, ela não está mais no Google Earth: a empresa removeu a lendária cidade perdida de seu software de mapeamento virtual do globo - se você acredita nos teóricos da conspiração, claro.

O programa 3D do Google exibe imagens de fundo do mar, de elevações minúsculas que indicam cadeias de montanhas submarinas até os contornos de fossas muito profundas. Mas usuários atentos observando o fundo do Atlântico descobriram uma área com um padrão de grade, que acreditaram serem ruas e caminhos submersos. Isso só podia ser uma coisa, afirmaram: a mítica cidade perdida de Atlântida.

O mito falava de uma ilha-continente com uma cultura avançada tal como as contemporâneas do antigo Egito e da Grécia. Segundo o filósofo Platão, a ilha afundou no mar após uma série de terremotos.

No entanto, diz o Google, o padrão no fundo do mar foi apenas uma pequena falha, causada por erros na metodologia utilizada para renderizar a imagem (no caso da "Atlântida", especificamente, o resultado da sobreposição de conjuntos de dados).

A correção desta semana é cortesia de novos dados de grupos de oceanografia, e não apenas suaviza a faixa, como também arruma outras.

Isso vai ser uma boa notícia para os observadores sérios do fundo do mar: o Google diz que o Earth agora pode garantir que 15% das imagens vêm de sondagens de barcos, com resolução de 800 metros. Antes era apenas 10% (o restante vem de dados de satélite).

"A versão original do Google Ocean era um mapa protótipo recém-desenvolvido, que tinha alta resolução, mas também continha milhares de erros relacionados com os dados originais", disse David Sandwell, geofísico envolvido no projeto.

 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar