Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WINDOWS 8, WINDOWS PHONE E KINECT NA ÚLTIMA KEYNOTE DA MICROSOFT, NA CES

11/01/2012 01:00:00

Na primeira noite da CES, o palco principal foi ocupado pela Microsoft. Em sua última apresentação na Consumer Electronic Show, Ballmer mostrou poucas novidades, se limitando a mostrar algumas funcionalidades em implementação no Windows 8, os comandos por voz no Xbox 360 através do Kinect e falou de novos produtos e a estratégia da empresa em relação ao Windows Phone 7.

 

Para o Windows 8, o principal foco da empresa em 2012, os destaque foi o anúncio da próxima versão de desenvolvimento do sistema, que chega no primeiro dia de fevereiro. A empresa fez uma série de demonstrações da nova interface, como o login de usuário através de imagens, e afirmando que o novo Windows tem como ênfase funcionar tanto através do tradicional mouse e teclado, quanto através de touchscreens.

Durante o evento, uma série de aparelhos com o sistema Windows 7 serão lançados, como Ultrabooks. Ballmer garantiu que todos estes novos computadores são compatíveis com o novo Windows, em desenvolvimento. "As pessoas querem inovação, mas não querem perder o que já usam. No Windows temos produtividade, entretenimento, tudo junto. Vamos trazer o que temos de melhor com nosso sistema e unir com as possibilidades dos tablets", explica o CEO da Microsoft.

A empresa também afirmou que o Windows 8 terá sua loja de aplicativos, a Win Store, que estará disponível em todos os 100 idiomas em que o sistema Windows é comercializado. Na demonstração, a empresa exibiu o popular game "Cut the Rope", rodando em Windows 8 e em aparelho com processador Tegra III. Um dos destaques do novo SO é justamente sua compatibilidade tanto com os processadores ARM quanto os x86.


Windows Phone 7

Em relação ao Windows Phone 7, ignorando as críticas pela baixa adoção da plataforma, Ballmer afirmou que está contente com o resultado do desenvolvimento. "Criamos uma terceira plataforma. Os outros dois sistemas disponíveis focam em aplicativos, e nós trouxemos outra abordagem, focando no que é importante para nós: as pessoas", define Ballmer.

A Microsoft demonstrou como isto funciona, com o usuário escolhendo antes quem deseja contatar, e somente depois definindo a plataforma ou o meio pelo qual deseja fazer este contato. "Uma conversa que começou no Facebook pode ser respondida por e-mail, ou por um SMS", explica o diretor de desenvolvimento para WP7.

Ballmer afirmou que há uma série de aparelhos em desenvolvimento com parceiros como HTC, Samsung e Nokia, e mostrou o recém-anunciado Nokia Lumia 900, exibido pela primeira vez algumas horas antes pela Nokia, em outra keynote.


Xbox e Kinect

A última demonstração da noite foi o Kinect, que ganhará uma versão para PCs em fevereiro. A Microsoft exibiu como pretende transformar o conjunto Xbox + Kinect em uma central de entretenimento, com várias opções de conteúdos. Com comandos de voz, a empresa demonstrou como é ágil a busca por filmes e séries, além da compra e exibição destes conteúdos. A Microsoft vem fechando parcerias com produtoras como a IGN e a Fox, para trazer mais opções ao Xbox.

A empresa também exibiu a possibilidade de controlar os vídeos com um smartphone com Windows Phone 7.  Na demonstração, um Lumia 900 foi utilizado para buscar um vídeo, e depois a reprodução foi realizada pelo Xbox 360.


A empresa também demonstrou o conceito de "2-way television", onde a pessoa passa a interagir diretamente com o que assiste. Na keynote, uma criança interagiu com o programa "Sesame Street TV", onde em diversos momentos o personagem espera por ações da espectadora para continuar a programa, assim como reage a forma e velocidade como a criança realizou as ações.


Saída da CES

Quem abriu a coletiva da Microsoft foi o CEO da CEA (Consumer Electronic Association), Gary Shapiro, que em um clima de "fim de namoro" falou da importância da Microsoft em seus 15 anos como participante da CES (11 apresentados por Bill Gates, e 4 por Ballmer). Segundo Shapiro, a saída da empresa do evento foi uma decisão conjunta, afirmando que "no mundo da tecnologia, a única certeza é a mudança". A Microsoft já havia afirmado que não participará mais do eventou por incompatibilidades entre o cronograma de desenvolvimento e a época da CES. Por isto, a empresa não conseguia trazer inovações importantes ao evento em janeiro.

A apresentação já estava quase acabando quando foi levantada a pergunta para Ballmer: what´s next? (o que vem por aí, em uma tradução livre). O CEO começou a repetir, de forma ritmada: "Metro, metro, metro, metro", em seu estilo inconfundível. Para 2012, o foco da empresa é a integração entre seus serviços, todos com a nova interface Metro e, principalmente, o novo Windows.
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar