Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

STEPHEN HAWKING NÃO COMPARECE A SIMPÓSIO PELOS SEUS 70 ANOS

09/01/2012 01:00:00

O astrofísico britânico Stephen Hawking não compareceu, por motivos de saúde, ao simpósio organizado neste domingo, em Cambridge, pelos seus 70 anos.

"Stephen não se sentia muito bem. Saiu do hospital na sexta-feira", declarou o professor Leszek Borysiewicz, vice-presidente da universidade inglesa, pouco antes de começar o simpósio, com a participação de numerosos cientistas.

O astrofísico, há quase 50 anos afetado por uma doença neurodegenerativa que o mantém paralisado em uma cadeira de rodas e o obriga a se comunicar por meio de um computador, poderá acompanhar a reunião sobre "O estado do Universo" graças a uma transmissão pela internet.

Em uma mensagem gravada anteriormente, Hawking destacou "a glória de estar vivo e realizando pesquisas". Defendeu a "continuação das viagens ao espaço pelo futuro da Humanidade", e disse não acreditar que "sobrevivamos outros mil anos sem poder escapar de nosso frágil planeta".

No dia de seu aniversário de 70 anos, o Centro de Cosmologia Teórica da Universidade de Cambridge, dirigido por Hawking, organizou um ato público para o qual as entradas se esgotaram semanas antes.

Este simpósio sobre "O estado do Universo" foi precedido por uma conferência em que cientistas de prestígio mundial analisaram a situação atual em matéria de buracos negros, cosmologia e física fundamental, temas em que os trabalhos de Hawking se concentram.

Nascido em Oxford, na Inglaterra, dia 8 de janeiro de 1942, no tricentenário da morte de Galileu, Hawking sempre acreditou que a ciência era seu destino e, aconselhado pelos médicos, concentrou todas as suas energias no estudo da cosmologia.

"Quando Stephen já não podia usar suas mãos e manipular equações no papel, compensou isso treinando a manipulação de formas complexas em sua mente a uma grandes velocidades. Essa capacidade permitiu que ele encontrasse soluções para difíceis problemas da física que ninguém mais poderia resolver e provavelmente, nem ele mesmo seria capaz sem essa nova habilidade", disse o físico teórico americano Kip Thorne, um de seus colaboradores.

Durante sua carreira, Hawking recebeu inúmeros reconhecimentos e ocupou durante 30 anos a Cátedra Lucasiana de Matemáticas de Cambridge. Em sua vida privada, Hawking casou duas vezes e tem três filhos.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar