Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GUERRA DE PATENTES: BT X GOOGLE

20/12/2011 01:00:00

 

A empresa britânica de telecomunicações BT processou o Google nos Estados Unidos por violação de patentes de várias áreas estratégicas para o grupo de tecnologia, como o serviço de mapas em equipamentos móveis.

A BT, líder nas telecomunicações de telefonia fixa da Grã-Bretanha, afirmou em comunicado nesta segunda-feira, 19/12, que acusou o Google de violação de patentes em um tribunal de Delaware.

A acusação da BT se refere a seis patentes que, segundo a empresa, são violadas por serviços como o sistema operacional Android, o Google Maps, o Google Music, serviços de publicidade, o gmail e outros serviços. "Trata-se de proteger os investimentos do BT e seus direitos de propriedade e inovação", disse o grupo.

Uma batalha de patentes generalizada está em curso no setor de telecomunicações, à medida que uma quantidade crescente de operadoras, fabricantes de aparelhos e provedoras de conteúdo procuram oferecer serviços atraentes como mapas e entretenimento para consumidores.

O Google já participa de várias disputas relacionadas a patentes contra empresas como Apple, Microsoft e Oracle. Um porta-voz do Google disse que o grupo considera as acusações sem fundamento. "Nos defenderemos vigorosamente contra eles", disse.

Samsung x Apple

A Samsung Electronics abriu novas acusações contra a Apple na Alemanha, em meio à guerra de patentes contra a empresa. A fabricante acrescentou quatro patentes relacionadas à tecnologia WCDMA para celulares 3G ao caso que tinha aberto em abril, informou um porta-voz da empresa.

Na última sexta-feira, 16/12, uma corte regional alemã em Mannheim fez uma audiência sobre o caso aberto em abril e disse que anunciaria uma decisão em 2 de março, segundo o porta-voz da Samsung.

A Samsung ganhou um round da luta que ocorre em várias frentes no mundo quando um tribunal australiano suspendeu no início de dezembro a proibição de venda do tablet Galaxy. Mas a vitória da gigante sul-coreana foi minimizada por um revés no dia anterior em Paris, onde uma corte recusou pedido da empresa para impedir as vendas do iPhone 4S na França.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar