Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CONSOLES TERÃO PERFORMANCE DE SUPERCOMPUTADORES ANTES DE 2020, DIZ NVIDIA

19/12/2011 01:00:00

No final desta década, os consoles de videogame deverão ser capazes de obter um desempenho na casa das dezenas de teraflops, conseguindo gerar imagens em tempo real tão realistas quanto as cenas pré-renderizadas. Pelo menos isso é o que espera o CEO da NVIDIA, Jen-Hsun Huang.

Conforme o PCWorld,o executivo diz que os consoles futuros terão o mesmo nível de performance de alguns dos supercomputadores atuais, como o chinês Tianhe-1A, que encabeçou a lista de 2010 das supermáquinas mais poderosas do planeta.


A performance do Tianhe-1A equivale à de 175 mil notebooks ou 50 mil processadores

Muito em breve, o Tianhe-1A deverá ceder seu espaço ao americano Titan, que ainda está sendo montado com nada menos que 18 mil placas de vídeo da NVIDIA. Para se ter uma ideia do que isso representa, o computador chinês possui menos da metade, ?apenas? 7 mil placas.

Supercomputadores como esses podem chegar aos impressionantes 20 petaflop/s, o equivalente a 20 quadrilhões de cálculos por segundo. Para Huang, em 2019, os consoles conseguirão atingir performances semelhantes aos do Red Storm, supercomputador inicialmente projetado para alcançar os 41,5 teraflops, ou seja, 41,5 trilhões de cálculos por segundo. Atualmente, um Playstation 3 alcança os 230 gigaflops, "só" 230 bilhões de operações por segundo.

E quanto ao consumo de energia? Huang é ainda mais otimista. Para ele, ao contrário dos supercomputadores, que requerem muitos megawatts para operar, os videogames não precisarão de muito mais do que exigem hoje. ?Conseguiremos oferecer esse nível de capacidade em 2019 em um console operando a 100 watts-hora?, prevê.

A NVIDIA já é experiente em equipar supercomputadores e tem trabalhado na redução do consumo de energia. Huang acredita que antes do final da década, essas poderosas máquinas poderão chegar ao pico de um exaflop (um quintilhão de operações por segundo) consumindo 20 megawatts. Hoje, o K Computer do Japão é o supercomputador mais poderoso,
conforme o ranking de novembro de 2011, atingindo 8 petaflops com 10 megawatts de consumo.
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar