Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EM CINCO ANOS, DEMANDA POR ´CIENTISTAS DE DADOS´ VAI SUPERAR A OFERTA

09/12/2011 01:00:00

 

O estudo EMC Data Science ouviu 500 "cientistas de dados" e profissionais de inteligência de negócios em empresas de todos os portes nos EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Índia e China, e constatou que a demanda por habilidades necessárias para fazer pleno uso dos dados de negócios gerados pelos sensores, dispositivos móveis, meios de comunicação social, equipamentos de vigilância, imagem médica, redes inteligentes, entre outras outras áreas vai superar a oferta em cinco anos.

Apenas um terço dos profissionais entrevistados estava "muito confiante" na capacidade de sua empresa para tomar decisões de negócios com base em novos dados, e quase dois terços (64%) acreditavam que a demanda por talentos capazes de realizar esta tarefa vai superar a oferta nos próximos cinco anos.

As barreiras à contratação dos chamdos "cientistas de dados" são muitas, incluindo a falta de habilidade ou treinamento (32%), a falta de orçamento/recursos (32%), a estrutura organizacional errada (14%) e a falta de ferramentas/tecnologia (10%).

A pesquisa constatou que apenas 38% dos analistas de inteligência de negócios e "cientistas de dados concordam totalmente que as empresas nas quais trabalham usam os dados para saber mais sobre seus clientes.

Apenas 12% dos profissionais de inteligência de negócios e 22% dos cientistas acreditavam firmemente que os dados gerados por suas empresas são conhecidos pelos usuários - "minando a capacidade da empresa para rapidamente testar e validar ideias e, assim, a sua abordagem à inovação".

"O que é necessário para realizar plenamente o valor dos dados são profissionais altamente qualificados e capacitados para revelar padrões de dados e tendência relevantes e descobrir novos insights escondidos no Big Data", afirma Jeremy Burton, diretor de marketing da EMC.

Apenas um terço das empresas é capaz de utilizar eficazmente o Big Data para auxiliar a tomada de decisão, de acordo com uma pesquisa global realizada pela EMC.
 
 
 
 
Fonte: CIO

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar