Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CGI.BR SE UNE A EMPRESAS DE TELECOM PARA DIMINUIR ENVIO DE SPAMS

24/11/2011 01:00:00

A quantidade de spams enviados por redes brasileiras é preocupante e o país aparece sempre nas primeiras posições em listas de spammers do mundo. Agora, o Comitê Gestor da Internet (CGI.br), junto com a Anatel e empresas de Telecom, querem tirar o Brasil dessa lista e diminuir a quantidade de mensagens indesejadas enviadas a partir de nossas redes.

O Brasil é, atualmente, o 3º país que mais envia spam no mundo, e o 4º com maior número de máquinas infectadas (ao todo são mais de 1 milhão), atrás de Índia, Vietnã e Paquistão. Além disso, cerca de 90% do tráfego de e-mails no país é feito por envio de mensagens indesejadas.

Para mudar a situação foi criado um projeto chamado Gerência de Porta 25, que conta com um conjunto de políticas e tecnologias que serão implantadas no Brasil para reduzir o envio de spams. O nome faz referência à porta virtual utilizada para o envio direto de e-mails entre remetente e destinatário, a porta 25.

O alto número de máquinas infectadas é um dos motivos de tantos spams tendo como origem redes brasileiras. Como nossas redes são frágeis, muitos spammers se aproveitam desse problema para disseminar as mensagens indesejadas. Isso pode ser notado ao observar que 94% dos spams enviados por redes daqui tinham como destino endereços de fora do Brasil.

A Gerência de Porta 25 vai sugerir o bloqueio desta porta em máquinas domésticas para reduzir o envio de spam. Essa redução deve ser percebida em um curto espaço de tempo, de acordo com Henrique Faulhaber, conselheiro do CGI.br e coordenador do projeto. "A proteção dos internautas brasileiros e a redução dos custos operacionais de empresas envolvidas no transporte de e-mails são alguns dos benefícios imediatos", disse.

O acordo prevê um prazo de 12 meses para a implantação das medidas pelas operadoras de telecomunicações. Elas deverão migrar 90% da base de usuários para serviços que não usem a Porta 25, que será bloqueada para uso doméstico, sendo usada apenas para transmissão de mensagens entre servidores dos provedores.

 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar