Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FACEBOOK JÁ IDENTIFICOU RESPONSÁVEIS POR INFESTAR SUA REDE COM SPAM

22/11/2011 01:00:00

O Facebook diz já ter identificado os usuários por trás do massivo ataque de spam, ocorrido nesta semana. Embora não tenha divulgado seus nomes, declarou que já prepara uma ação judicial para confrontá-los.

?Estamos trabalhando com nossa equipe jurídica para garantir que as devidas providências sejam tomadas?, afirmou, via comunicado enviado á imprensa.

A história da rede social comprova que ela não peca por omissão quando tem de combater a propaganda ilegal. Um dos maiores criminosos da área, Sanford Wallace ? conhecido como o rei do spam ? foi processado pela companhia e obrigado a pagá-la 711 milhões de dólares.

A ofensiva realizada desde a última segunda-feira (14/11) inundou o portal com imagens pornográficas e de violências a animais. Especulações surgiram acerca do envolvimento do grupo hacker Anonymous ? já que alguns de seus membros já tentaram atacaram ? o que foi logo desmentido, mesmo porque a ação não combina com os métodos da organização.

Segurança
O Facebook possui um complexo sistema de segurança para evitar que inconvenientes como esse se multipliquem. Ele analisa 650 mil ações por segundo e tem feito um bom trabalho em bloquear que códigos maliciosos infestem a rede e invadam contas. Ainda assim, existem falhas.

No começo deste mês, por exemplo, pesquisadores mostraram como botnets poderiam ser criados para compilar informações dos usuários da rede sem que fossem descobertos. Além disso, aplicativos que prometem uma coisa e entregam outra já infestaram o mural dos internautas com mensagens repetidas.

Para espalhar a praga relatada esta semana, os membros do site foram convencidos a postar um código JavaScript na barra de endereços. Este forçava o perfil a compartilhar material ofensivo com seus contatos.
Por mais que já tenha arrumado a casa, o especialista em segurança Mike Geide afirma que a vulnerabilidade não foi corrigida.

?O Facebook apagou o conteúdo inapropriado, mas bastou uma pequena pesquisa para que eu descobrisse que a mesma técnica continua sendo usada, pois ainda funciona?, informou. ?É comum que grupos da rede social convidem usuários a participar, convencendo-os a digitar o código malicioso?.
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar