Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NUVEM PRIVADA SERÁ DOMINANTE PELOS PRÓXIMOS 2 ANOS, DIZ IDC

21/11/2011 01:00:00

Empresas que procuram um ambiente virtual seguro só devem considerar a nuvem privada em futuro próximo, de acordo com a consultoria IDC. Segundo a empresa de pesquisas, esse modelo, ao contrário das clouds públicas ou híbridas, tem grande semelhança com a infraestrutura virtualizada que os departamentos de TI têm implementado e que  são capazes de manter controle.

?As decisões no próximo ano ou daqui dois anos sobre a adoção de cloud vão girar em torno da nuvem privada?, afirmou Eric Domage, gestor de programa de software e grupo de serviços para a EMEA [Europa, Oriente Médio e África] da IDC, durante a Virtualisation and Cloud Security Conference, em Londres.

?Quanto maior a empresa, mais ela deverá considerar a nuvem privada. A nuvem empresarial é bloqueada e totalmente gerida. É o mais próximo da replicação da virtualização?, disse. A falta de privacidade na cloud pública é uma questão importante, apontou Domage, acrescentando que a maioria dos incidentes de hacking acontece na nuvem dos consumidores.

Domage não tem certeza se as empresas devem migrar a
segurança da virtualização para a computação em nuvem, mas disse: ?devemos dar uma chance para que isso aconteça?. Ele descreveu a virtualização como ?segura? e ?compatível? e indicou que a segurança da virtualização ?deve? garantir a adoção de cloud computing.

No entanto, a IDC acredita que ainda há uma lacuna entre a segurança que os usuários finais das organizações precisam e a capacidade dos fornecedores de garantir proteção para esse ambiente. ?Hoje, não há criptografia ?end-to-end? possível na nuvem?, disse Domage. Ele completou, ?por favor, considerem mais as nuvens privadas do que as públicas?.

De acordo com Domage, com a adoção de cloud sendo cada vez mais impulsionada pelos negócios, em vez dos decisores de TI, é importante para a TI afirmar princípios básicos de gestão e de segurança.
 
 
 
 
Fonte: CIO

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar