Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DESENVOLVEDORES TERÃO ACESSO AO WINDOWS 8 EMBEDDED

17/11/2011 01:00:00

A Microsoft vai liberar a prévia do Windows 8 Embedded para desenvolvedores no primeiro trimestre de 2012, com planos de lançamento de seus produtos com computação incorporada nos meses seguintes à disponibilização do sistema operacional Windows 8 para desktops.

A próxima versão do Windows Embedded Enterprise será lançada três meses depois do Windows 8 (previsto para o começo de 2012), segundo o diretor de gerenciamento de produtos da Microsoft, Ben Smith. Já o Windows Embedded Standard estará disponível nove meses depois do sistema operacional.

O WE é uma família de sistemas operacionais adaptados direcionada para dispositivos especializados construídos com processadores, como quiosques (terminais de computação para empresas), equipamentos médicos e máquinas de construção.

Smith não revelou o que muda nas diferentes versões, mas disse que eles vão usar tecnologias de "interface de usuário natural", um termo que a Microsoft tem usado para descrever produtos comandados por toque ou fala. O WE Standard também vai funcionar em processadores ARM.

"O Windows 8 não só representa potencial de inovação na experiência dos PCs, mas também no mundo dos dispositivos especializados", disse Smith. "Nós da Embedded estamos trabalhando em conjunto com a equipe de clientes do nosso OS para trazer essa inovação para dispositivos especializados."

Mas a Microsoft espera que o escopo de Windows Embedded possa evoluir na medida em que mais objetos do dia a dia, como geladeiras e até mesmo termômetros passem a ser equipados com processadores.

Agora os chips não só se tornaram mais poderosos, mas também mais baratos e fisicamente menores, diz Smith. Melhorias na conectividade também significam que os dispositivos podem estar constantemente conectados à internet.

Isdo abre caminho para "sistemas inteligentes", declara Smith, o que envolve coletar dados de objetos do cotidiano por meio de uma rede para que empresas ou usuários possam usá-los para melhorar suas operações.

Um exemplo pode ser em uma clínica, em que todos os equipamentos médicos e computadores estão ligados entre si via rede, permitindo que os médicos mantenham os registros do estado de saúde facilmente atualizados, que podem então ser compartilhadas com o paciente.

"Em sistemas inteligentes, os dados serão a nova moeda", diz ele. "Sabemos que o mercado está animado com os sistemas inteligentes e nós também estamos."

O mercado de sistemas inteligentes já gera 1 trilhão de dólares em receitas anualmente, de acordo com a consultoria IDC. Mas em 2015, esse valor deve dobrar.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar