Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASILEIRO ADMITE IR À JUSTIÇA POR VAZAMENTO DE INFORMAÇÃO

10/11/2011 01:00:00

Das 12 nações em que o Índice de Segurança Unisys foi realizado, o Brasil é o país onde mais pessoas levariam para o tribunal um caso de vazamento de suas informações pessoais. Os resultados mostram que 86% dos brasileiros tomariam uma ação legal se soubessem que seus dados pessoais, mantidos por uma instituição como um banco ou uma agência governamental, fossem acessados por pessoas não autorizadas.

O estudo também descobriu que 90% dos brasileiros consultados mudariam suas senhas como forma de evitar mais acessos não autorizados aos seus dados, e 55% iriam expor publicamente o caso. Além disso, 79% dos pesquisados no Brasil disseram que encerrariam sua conta com a organização responsável pela violação de suas informações, enquanto 37% manteriam a conta, mas evitariam fazer transações online.

Com relação à segurança durante a Copa do Mundo e Olimpíadas, o levantamento revela que 55% dos entrevistados se preocupam com a violência nas ruas. A segunda maior preocupação da população em torno da Copa do Mundo e Olimpíadas está associada aos transportes públicos: 15% dos entrevistados disseram temer a vulnerabilidade nos sistemas de metrô, ônibus, aviões e embarcações. A violência em estádios e nos locais das competições esportivas preocupa 11% dos brasileiros pesquisados, seguida por 10% das pessoas que reconheceram os ataques terroristas como sua maior preocupação durante os jogos. Apenas 9% dos entrevistados disseram não ter nenhuma preocupação com a segurança nesses eventos.

No Brasil, o Índice de Segurança Unisys entrevistou 1.500 pessoas, sendo 750 homens e 750 mulheres, todos entre 18 e 65 anos de idade. O estudo consultou moradores da Grande São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre e Salvador.O levantamento ouviu mais de 10.000 pessoas em outros 11 países: Austrália, Bélgica, Colômbia, Alemanha, Hong Kong, México, Holanda, Nova Zelândia, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar